Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Dia das Bruxas... mais um "dia de estarmos juntos"

Entre risos, disfarces, máscaras, pinturas, histórias, doces e travessuras, assim se passou o Dia das Bruxas (importado do Halloween americano) na EB1/JI de Vila Franca.

No jardim de infância fizemos doce de abóbora, com a seguinte receita (não houve tempo de a registar devidamente...) :
  • 10 kg de abóbora
  • 8 kg de açúcar
  • 1 laranja inteira
  • 6 pauzinhos de canela
Foi só descascar e cortar a abóbora aos pedacinhos (tínhamos abóbora amarela e  cor-de-laranja) e  misturar na panela com o açúcar, a laranja inteira (que depois de ferver se fura para sair o sumo) e os pauzinhos de canela. De seguida foi-se por a panela ao lume, até ferver bastante, mas devagarinho. Depois foi só passar a varinha mágica e deitar nos frasquinhos, que etiquetamos com um autocolante e levamos para casa.
Queremos agradecer a colaboração da Milú, da Celeste, da Paula e da Rita, para além das senhoras cozinheiras, que connosco colaboraram nesta empreitada.

Digam lá, paizinhos gulosos, estava bom ou não estava???




Também quisemos pintar as caras com símbolos alusivos ao dia, ou seja, coisas assustadoras. Ficamos giros, não acham?





À tarde, foi hora de estarmos juntos e assistirmos a duas histórias de Dia das Bruxas. Primeiro vimos "A abóbora gigante", que nos ensinou a importância do trabalho de grupo e depois "A bruxa Kikas", que nos divertiu bastante...



Contamos, como podem ver, com a visita da Bruxa Miquelina, que passou parte da tarde connosco, sempre bem disposta e pronta para a brincadeira.

E pronto! Assim se passou mais um dia divertido...
Agora há que descansar de tantas emoções fortes, por isso bom fim de semana!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Uma situação problema... muito "abelhuda"!

Foi o que nos propuseram hoje, logo pela manhã, com as cabecinhas fresquinhas para pensar...

Então não é que as abelhinhas andam com problemas para resolver? E nós, claro, quisemos ajudar!

- Há 12 girassóis no jardim e 3 abelhas para irem colher o néctar... como fazer para ficarem todas com o mesmo número de girassóis, e assim não se zangarem?

 Hum... 4 girassóis para cada uma!

Mas dois girassóis murcharam com o calor... e agora como vamos reparti-los pelas abelhinhas?

Fácil, 3 para cada uma e sobra 1!

- Girassóis grandes, médios e pequenos, como agrupá-los em conjuntos pelo seu tamanho?

Simples, 3 tamanhos = 3 conjuntos


- Um padrão de girassóis...vamos continuá-lo e inventar outros?

3 médios, 1 pequeno, 1 grande... 3 médios, 1 pequeno, 1 grande 
Foi fácil para o Alexandre!

Assim, a brincar, se trabalham competências matemáticas importantes!
E tudo isto com as nossas amigas abelhas...

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Projecto "Abelhas e Mel"

O nosso primeiro projecto mais a sério está a andar a bom ritmo, ou seja, a voar... como se fosse nas asas das abelhinhas! Dedicamos-lhe o placar grande onde costumávamos pôr os nossos desenhos e colagens...pois é uma coisa importante que estamos a fazer!

Já registamos "O QUE SABEMOS"


Já decidimos "O QUE QUEREMOS SABER"


Já pensamos  "COMO VAMOS FAZER" para saber:
  1. Ver o DVD  do Rodrigo R. "Abelha Maia";
  2. Ver o DVD da Luana "Abelhinhas";
  3. Pedir ao avô do Tomás para conversar connosco, pois ele é apicultor (foi a mãe dele que contou à professora...)
E outras ideias iremos acrescentar ao longo do trabalho...

Mas, entretanto, já fomos fazendo algumas coisas:

- Assistimos a uma dramatização que a Marlene e a Isaura fizeram sobre a história "Tita e o Girassol"


- Aprendemos a canção sobre as abelhas "Zum, zum, zum" e registamos em pictograma (imagens que substituem palavras do texto), como já viram no outro post.

- Temos brincado na área do quarto da boneca com o disfarce de abelhinha que a Marlene vestiu para fazer de Tita... é muito divertido! (não digam nada a ninguém, mas há um menino que tem medo!)

- Fizemos uma sessão de motricidade imitando os movimentos das abelhas (lgo que as estagiárias tragam as fotos, colocamos aqui)

- Tentamos ver o DVD "A abelha Maia" que o Rodrigo R. trouxe mas, infelizmente, o nosso leitor de DVD não o reconheceu (não, não é o que estão a pensar, o filme era mesmo original!)

Por isso, assistimos logo ao DVD da Luana "As abelhinhas" e vimos que:
  • As abelhas levavam o mel nos baldes para deitar nos favos (Rodrigo R.)
  • Os favos são o que têm na "fábrica do mel" (Pedro)
  • O ferrão da abelha fica no rabo (Margarida)
  • Há abelhas-cozinheiras (as que fazem o mel), abelhas-soldado as que marcham e protegem a colmeia), uma abelha raínha (que manda), uma abelha-professora (que ensina as abelhinhas) e abelhas-princesas, que estão "a estudar" para serem abelha-raínha (Luana)
- Estamos a construir um móbile de abelhas para decorar a sala, com rolhas de cortiça e papel vegetal.

 
- Temos feito desenhos onde começam a aparecer, com alguma frequência, as nossas amigas abelhas, que representamos cada vez melhor!

E vamos continuar, pois há muito o que fazer!
Aguardem...

Zum... zum... zum...

É assim que andamos na sala, a fazer zum, zum, como as abelhinhas que nos têm encantado...

Aprendemos uma nova canção sobre as abelhas, que depois registamos em pictograma, com a colaboração de um de nós por cada frase.

Ficou assim:


A letra é esta:
Zum, zum, zum
São pretas e amarelinhas
Zum, zum, zum
São as lindas abelhinhas...
Zum, zum, zum
Andam sempre a voar,
Zum, zum, zum
E nas flores vão pousar!

Zum, zum, zum
Colhem o néctar docinho
Zum, zum, zum
Levam-no no seu papinho,
Zum, zum, zum
Para à colmeia voltar,
Zum, zum, zum
E o doce mel fabricar!

Para conhecerem a melodia, basta ouvirem-nos cantar:

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Quem tem capa... sempre escapa!

Por isso nós já terminamos as nossas capas individuais, onde iremos guardar todas as produções que não forem para os Portfolios.
Decidimos fazê-las com cartolina colorida, tendo cada um escolhido a sua cor preferida.
Depois, cosêmo-las nas laterais com fios e lãs coloridos.
De seguida etiquetámo-las, utilizando um programa de computador, onde seleccionamos  menino ou menina e escrevemos o nosso nome no teclado. Todos conseguimos fazê-lo!
Experimentem aqui: http://www.billybear4kids.com/colorbook/AddYourName/Info.shtml 

Depois imprimimos e colorimos o nosso menino/menina com o nome e recortamos pelo contorno para colar na frente da capa.
Mais tarde, cada um decidiu como queria decorar a parte de trás: uns escolheram desenho e utilizaram lápis de cor, marcadores e lápis de cera; outros escolheram pintura e usaram as tintas e os restantes preferiram a colagem e tiveram que utilizar papéis e materiais diversos, tesoura e cola.

Vejam no slideshow como tudo aconteceu... é só clicar em play.






Agora que já estão prontas, embora todas bem diferentes - tal como nós - achamos que estão bonitas...

sábado, 24 de outubro de 2009

Dois girassóis que trouxe o Tomás... e tudo o que veio atrás!



Aqui há tempos o Tomás trouxe para a sala dois bonitos girassóis, como já tinhamos referido noutra postagem. A partir daí a conversa desenrolou-se em torno das flores e das abelhas que costumam pousar nas flores, mais ou menos nestes termos:

- Então porque é que as abelhas pousam nas flores?
- Para irem buscar o mel!
- Ai é? As abelhas vão às flores buscar mel?
- Vão ao meio da flor e tiram o mel!
- Não tiram nada, tiram o néctar, não é o mel...
- Então como é, afinal quem sabe explicar como é que as abelhas fazem o mel?

Pois é, apesar de todos terem ideias sobre o assunto, ninguém tinha certezas... por isso esta pergunta foi para o nosso quadro "Perguntas que querem respostas":


Mas, entretanto, o tempo na sala passou "a voar", em torno das actividades sobre a alimentação saudável e também das capas dos trabalhos eque estamos a terminar...


Já esta semana entrou na nossa sala uma abelhinha muito engraçada, que nos recordou a pergunta que estava por responder e nos perguntou o que cada um sabia acerca do assunto...

Havia que pensar um bocadinho, guardar a ideia na cabecinha (com a boca fechada) e depois, cada um na sua vez, dizê-la ao grande grupo.
A professora queria escrever o que os meninos dissessem, pois é muito importante registar o que sabemos, mas assim levava muito tempo, por isso decidimos gravar as nossas vozes no gravador digital.
Se quiserem escutar, basta clicar - alguns de nós não quiseram dizer nada :(

TOMÁS

MATILDE

ALEXANDRE

LETÍCIA

RODRIGO R.
 
LUANA

PEDRO

MARGARIDA
 
NELSON

JOANA

GONÇALO

INÊS

AFONSO B.

ANA MARIA

RODRIGO O.


Ora, resumindo e concluindo, o que sabemos sobre este assunto, ou seja, as nossas concepções prévias, são mais ou menos as que se seguem:

As abelhas vão às flores ou às plantas buscar o mel;
O mel já está pronto, é só ir lá buscá-lo;

As abelhas apanham o mel com o ferrão;
As pessoas não podem ir buscá-lo... porque não têm ferrão!

Mas também há quem ache que:

O mel não está já pronto;
O que as abelhas vão buscar é o néctar;
Levam o néctar num carrinho ou  num cestinho...para casa!

E depois vão fazê-lo na cozinha delas.

Também há abelhas que são soldados!

E quem reconheça que:

Eu não sei como é que as abelhas fazem o mel!

Por isso há que descobrir a resposta certa para esta pergunta e saber assim se algum de nós tem razão!

A Ana Maria, a Margarida, o Nelson, a Simone, o Afonso B., a Joana, a Letícia, a Matilde, a Luana, a Mirian, o Tomás e o Gonçalo ofereceram-se para trabalhar neste projecto.

É isso o que vamos fazer já na próxima semana...

Aconteceu...

Na semana que passou a Ana Maria teve um pequeno acidente e magoou um braço.
Não foi nada de grave, apenas teve de colocar uma tala para ajudar a curar mais depressa e não ter dores.

No início do ano já tínhamos tido a Inês com um bracito engessado, que na altura foi fotografada e colocada no blogue. por isso a Ana Maria "exigiu" o mesmo direito:

- Professora ainda não tiraste uma fotografia ao meu braço, para pôr no blogue!

Ora como todos aqui têm os mesmos direitos - mas também os mesmos deveres - aqui está ela:


Parece muito contente, para quem tem um braço ao peito, não acham???
Mas ainda bem!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Parabéns a você!

No dia 21 de Outubro de 2009 o Rodrigo Oliveira comemorou, na companhia de todos os seus amigos do Jardim de Infância, o seu aniversário.

Já está muito crescido o nosso Rodrigo, já tem 5 anos...



Para ele e para os seus pais, os nossos parabéns e votos de muitas felicidades!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Em torno de uma alimentação saudável...

Temos andado a abordar as questões da alimentação, isto desde a passada sexta-feira, altura em que comemoramos todos juntos o respectivo Dia Mundial.

Por ser uma questão muito importante, principalmente para nós, que estamos a crescer, fizemos várias actividades que nos ajudaram a compreender o que devemos comer mais, o que devemos comer menos e porquê.

Chegou então à nossa sala a Flora, uma cozinheira-fantoche muito simpática que trouxe consigo "A panela da Alimentação"... mas lá dentro não vinham alimentos, não senhor! 
Vinham... "letras"! 
É verdade, vinham muitas letras que formavam palavras e muitas palavras que formavam perguntas, perguntas sobre os nossos hábitos e preferências alimentares...

Claro que tivemos que responder a todas elas, para a Flora ficar satisfeita e ficar connosco na sala. Escolhemos-lhe um cantinho na área da cozinha, ou ficará a fazer-nos companhia. E, para registar as respostas, elaboramos um quadro de dupla entrada:

Fizemos então uma actividade de expressão: carimbagem. Cortamos a meio alguns legumes, como repolho, cenoura, beringela, batata, pimento e  feijão verde e molhámo-los em tintas de várias cores e depois fizemos carimbagem: apareceram várias texturas diferentes...

 
 

Ficaram muito coloridas as nossas produções!


Tivemos ainda a oportunidade de analisar a Roda dos Alimentos, que nos ajuda a perceber melhor o que devemos comer mais e o que devemos comer menos, por ser menos saudável... e decidimos fazer uma roda para colocar na sala. Fizemos com recortes de alimentos vários de revistas e panfletos e ficou bem bonita!

 Então decidimos introduzir na área da cozinha os alimentos de faz-de-conta, que ainda não tinham entrado em cena por algum receio inicial da Gripe A (quantos menos materiais estiverem em uso, menos risco haveria de contaminação).
Mas estavam todos misturados, por isso tivemos que separá-los por grupos, tal como os da Roda dos Alimentos e colocá-los em caixas,  que etiquetamos, para facilitar uma arrumação organizada quando o relógio toca...



Ficou bem melhor organizada, a nossa "dispensa"...


De seguida  fizemos um recadinho para casa, a pedir uma peça de fruta à nossa escolha...

Ninguém se esqueceu de as trazer e com todas essas frutas fizemos várias coisas:
  • Primeiro formamos conjuntos de frutas semelhantes: maçãs, pêssegos, kiwis e bananas;

  • Depois contamos quantos elementos tinha cada conjunto e vimos qual era o maior e o menor;
  • De seguida descacaram-se todas as frutas e cortaram-se aos pedacinhos. Para quê? Não, não era para fazer salada de fruta! Era para fazer outra coisa... uma actividade matemática de padrões!
Assim foi, cada um de nós decidiu a ordem do seu padrão com 4 frutas: qual iria ser a primeira, a segunda, a terceira e a quarta frutas que iria espetar num palito de espetadas, porque afinal o que fizemos foi espetadas de frutas. Todos conseguimos seguir o padrão escolhido, por isso estamos de parabéns!

 
À tarde comêmo-las... mas atenção papás e mamãs, há aqui alguns meninos que não gostam de muuuitas frutas... será que alguma vez as provaram???



Também cantamos canções sobre a alimentação, entre as quais a que mais gostamos tem o seguinte refrão:


Oh, Susana, essa roda o que é?
É a Roda dos Alimentos para ensinar o Zé!

(Canta-se com a música da canção "Oh, Susana, não chores mais por mim...")


E pronto, por hoje as novidades ficam por aqui... afinal a semana ainda não terminou!

sábado, 17 de outubro de 2009

"O dia de estarmos juntos"

Eis uma actividade que se prevê quinzenal e que juntará, durante algum tempo, todas as crianças, docentes e auxiliares da EB1/JI de Vila Franca, em torno de questões interessantes... desta vez o motivo foi o Dia da Alimentação.

Estivemos então reunidos no refeitório - que é o único local da escola onde cabemos todos - para assistir a uma apresentação em Powerpoint preparada pela Prof. Paula do 1º ano, que abordava as questões da Alimentação Saudável. Tivemos oportunidade de responder a várias adivinhas sobre alimentos e conseguimos descobrir a resposta de todas!



De tarde continuamos, assistindo à História da Sopa de Pedra que nos contou a Educadora Milú e cantando algumas canções alusivas ao dia festejado. A Luana e a Ana Maria cantavam a meu lado, muito interessadas, seguindo as letras das canções com o dedinho, frase a frase...

 

Aprendemos e relembramos algumas coisas importantes, que continuarão a ser trabalhadas na próxima semana, pois afinal ter uma Alimentação Saudável também é Muit'a Fixe!


"Curtas"


Têm sido bastantes as situações ricas de potencial que vão aparecendo ao longo do dia a dia... basta estar atento, ouvir as "vozes das crianças" e assim ajudá-las a pensar e a ampliar os seus conhecimentos.

Aqui ficam algumas "pérolas" que vão enriquecendo a nossa sala, enchendo-a de pequenas-grandes vivências significativas:

  • A Luana esteve doente com dor de ouvidos e, por isso, faltou dois dias à escola. Quando regressou, perguntei-lhe se já estava melhor: - Estou, já não me doem, mas não posso apanhar ar nos ouvidos. - Ai é? - perguntei-lhe - e como pensas fazer isso? Responde logo uma amiga: - Não pode ir lá para fora, para o recreio! Então perguntei: - Porque é que a Luana não pode ir para o recreio? Resposta geral: - Porque lá tem ar! Voltei à questão, fazendo pensar mais um pouco aquelas pequenas cabeças: - Então e aqui na sala? Não tem ar?  (Silêncio por momentos) - Não! - disseram alguns. - Huummm, têm a certeza de que aqui dentro não há ar? (outro silêncio... ) Responde a Luana, um pouco preocupada  - Tem ar, tem. - A sério? E como é que sabes? - Porque nós precisamos dele para respirar! - Então e agora? Também não podes ficar na sala? - Responde a Ana Maria: - Pode, não pode é apanhar o ar de lá de fora, que é vento!
  • O Alexandre coloca questões interessantes quando se envolve a sério nas actividades. Um dia destes, após ter estado na biblioteca a ver/ler um livro (porque este menino já consegue mesmo ler) perguntou: - Professora, eu tenho uma dúvida, não percebo uma coisa... qual é a diferença entre o fogo e a lava??? Respondi-lhe: - Ora aí está uma bela questão! Alguém pode ajudar o Alexandre? Alguém disse então: - Lava, é de lavar! O fogo arde! - Não, não é isso, é a lava dos "vulcãos". - disse o Alexandre... Intervim: - A dúvida do Alexandre é sobre os vulcões e a lava que eles deitam, que é parecida com fogo, sabem o que isso é? Ninguém sabia explicar, por isso decidimos criar um Quadro de Perguntas e depois vamos tentar arranjar respostas para todas elas. Esta é a Nº 1! 

  • O Gonçalo trouxe para a sala um pequeno cravo para me oferecer. Disse-lhe que ia arranjar um copinho com água, para o colocar - Para ele não murchar, não é? - Pois, para ele não murchar. Entretanto, estivemos a fazer experiências de misturas de cores primárias e descoberta de cores secundárias. Tínhamos um copo com água, onde se lavava o pincel sempre que se mudava de cor. A água também foi mudando de cor e, no final, descobrirmos que ficou preta e que o preto é todas as cores juntas! Então decidimos colocar o cravo do Gonçalo na água escura, para ver se ele muda de cor... mas não mudou até ao dia seguinte! - É que a água com tinta é grossa, professora e assim o cravo não conseguiu beber!

  • O Tomás trouxe dois bonitos girassóis para me oferecer. Procurei um frasco, coloquei água e levei os girassóis para a sala. Foram logo motivo de conversa, pois o Tomás contou: - O meu pai tem muitas estufas de flores, estas chamam-se girassóis! Questionei o grupo: - Porque será que se chamam assim? Muitas tentativas de explicação surgiram, nem todas muito acertadas, é bem verdade... - Porque são da cor do sol! Porque giram! - foram as mais aceites, pois faziam mais sentido para as crianças. - Os girassóis giram... o que quer dizer isso? - Viram-se, olham para o sol! Aí está uma bela resposta.

  • Ainda em volta dos girassóis, o Alexandre comentou, depois de vermos as pétalas amarelas e quando analisávamos o "meio da flor": - É aí que as abelhas vão buscar o néctar. Alguém refutou: - Não é isso, é o mel! As abelhas vão buscar o mel! Perguntei: - Será? Ora vamos lá pensar, aqui (no meio da flor) tem mel??? - Não! - E então? Alguém sabe como é que as abelhas o fazem? Não. Por isso esta é a pergunta Nº 2 para o nosso Quadro das Perguntas.

Parece que não vão faltar oportunidades para desenvolver projectos, não acham???
Haja tempo para tudo!

terça-feira, 13 de outubro de 2009

A "Sala Fixe"

Hoje soubemos que os nossos amigos da sala ao lado, os meninos e meninas da educadora Milú, já decidiram o nome para a sua sala. Foi baptizada de "Sala dos Amigos", um nome bem bonito, que também era uma das nossas ideias...

Estivemos a conversar em grupo sobre esta novidade e surgiu a ideia de fazer um cartaz para a porta de cada sala com o respectivo nome.
Vimos as letras que faziam falta S A L A  F I X E e achamos que somos capazes, apesar "de o S ser um bocado difícil de fazer..."


Mas, afinal, porque é que a nossa SALA é FIXE?
Pusemos as cabecinhas a pensar mais uma vez... pensar com a boca fechada é tão difícil que ainda estamos a treinar! Não sabemos ainda bem porquê, mas as ideias saem-nos logo pela boca sem querer...

Mas desta vez conseguimos... quem tinha a ideia pronta punha o dedo no ar e a professora registava as ideias todas, foi um verdadeiro "brainstorming", ou seja, uma tempestade de ideias sobre o nome da sala!

Aqui estão os resultados... afinal a nossa sala é fixe:

Porque (esse nome) ganhou os votos (Pedro)
Porque aqui brincamos (Mírian)
Porque tem muitos jogos
(Luana)
Porque tem amigos fixes (Ana Maria)
Porque a professora é fixe (Rodrigo R.)
Porque a professora é boa (Letícia)
Porque a auxiliar é fixe (Rodrigo R.)
Porque tem muitas áreas (Rodrigo O.)
Porque tem um globo e binóculos na área dos Projectos (Alexandre)
Porque tem muitas tarefas (Margarida)
Porque eu gosto de fazer as tarefas da sala (Joana)
Porque tem colagem e é fixe (Nelson)
Porque tem a casinha das bonecas e eu gosto (Simone)
Porque as estagiárias são fixes! (Rodrigo O.)
Porque tem a Mimi (fantoche) que é fixe (Margarida)
Porque tem uma tartaruga fixe, a Guga (Afonso B.)
Porque fazemos actividades interessantes (Marlene, estagiária)
Porque é aqui que aprendemos todos muitas coisas (Isaura, estagiária)
Porque tem meninos espertos (Celeste, auxiliar)
Porque tem cores bonitas (Juca, educadora)


Colocando estas ideias numa "nuvem de palavras" criada no wordle, ficou assim ilustrado o nome da nossa sala:



Bem "fixe", não acham??? 
 

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos