Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Visita(s)

Uma visita das crianças à ACEP e outra visita da educadora às suas crianças...

Aproveitando a oportunidade de estarem mesmo aqui ao lado, fui espreitar o que estavam os meninos a fazer nesta visita que não pude acompanhar e onde vieram com a Zinha e a Celeste.

Primeiro tinham passado pelo polivalente, onde deram largas à energia e fizeram uma sessão de motricidade, a qual, contou a Mirian, incluiu um jogo com arcos que ela ganhou e por isso estava muito contente!

Depois todos foram lanchar e foi nesse momento que eu entrei.
Ao verem o colar no meu pescoço ficaram um pouco surpreendidos... o João até perguntou: 
- Isso sai?
Tranquilizei-o e mostrei-lhe que sim e como se fazia. Parece que ficou aliviado.

De seguida foram ver uma animação infantil, numa bonita casa em forma de maçã, que falava de um bichinho da maçã, muito simpático, chamado Gusanito...

A Dulce contou a história, sempre de forma muito interactiva e com o envolvimento e participação das crianças. Todos ficaram a saber que a maçã deve ser comida com a casquinha bem lavada, porque tem vitaminas que fazem crescer e também porque ajuda a "lavar os dentes" quando não podemos usar a escova e a pasta... 
Depois o Gusanito quis arranjar companhia, ou melhor, queria uma namorada, mas só havia 3 meninas para escolher e estavam um pouco envergonhadas. 
Até que a Margarida não se importou de ser namorada do Gusanito só por um bocadito...
A história terminou com (quase) todos a quererem fazer um miminho ao Gusanito (embora alguns com receio...)

Aqui ficam algumas imagens desses momentos:


Your pictures and fotos in a slideshow on MySpace, eBay, Facebook or your website!view all pictures of this slideshow

Ainda tivemos algum tempo para explorar a Ludoteca, um espaço, tal como todos os da ACEP, muito bem equipado e que faz as delícias de todas as crianças pela diversidade de materiais lúdicos que inclui. Espreitem lá um bocadinho:



Your pictures and fotos in a slideshow on MySpace, eBay, Facebook or your website!view all pictures of this slideshow

E pronto, chegou a hora da despedida, arrumámos tudo direitinho , até nos disseram: 
- que meninos tão lindos, arrumaram tudo bem e depressa!

Assim viemos embora, depois de uma manhã muito bem passada, não sem antes nos despedirmos da nossa educadora.
Se alguém ficou curioso, espreite também no blogue da ACEP, clicando aqui.
Qualquer escola pode marcar uma visita, bastando contactar a instituição.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Assim, por uns dias...

Embora com menos vontade de sorrir...
Até breve!

A importância das primeiras impressões...

... sobre a visita dos meninos finalistas à sala do 1º ano...
 Eu gostei de ver os livros e a sala (Simone)
Achei fixe! Vimos os livros dos meninos do primeiro ano, tinham muitas coisas, textos... aprendi a dizer as letras, quer dizer as letras eram diferentes, a maneira de chamar as letras era diferente: o sê era se, o tê era te, e o jota era je... (Pedro)
 Achei muito bem. Gostei de ir ao primeiro ano, aprendi a fazer as letras do abecedário. Os meninos estavam a desenhar e eu também fiz um desenho, é um dinossauro. (Afonso)
 Eu achei bom porque gostei muito de ver os livros do Rodrigo R. 
Eu acho que é difícil estar no primeiro ano, porque fazem muitos trabalhos. 
Mas eu acho que também vou conseguir fazer... (Tomás L.)
 Eu gostei de ver os livros de estudo com a Joana. Tive pouco tempo para fazer o desenho, por isso não acabei de pintar. Quero por no meu Portefólio, porque é interessante. Mostra que já sou grande e vou para a primária... já não falta muito! (Margarida)
Eu gostei de ir à sala do primeiro ano e de ver tudo o que tinha lá. 
Mas quando ia fazer o desenho, não tive tempo de pensar o que queria fazer... (Mirian)

domingo, 22 de maio de 2011

Uma visita à Resulima

Foi uma visita muito importante, que permite a todos os que a fazem aperceberem-se da verdadeira dimensão do problema do lixo no nosso planeta e, desta forma, despertar para a necessidade de fazermos o que está ao nosso alcance: os pequenos gestos do dia a dia fazem toda a diferença!

(Clicando no sinal + podem ler a legenda da fotografia)

No final ofereceram-nos um presente, uma régua/lápis/borracha e afia, um guia da visita para mostrarmos aos pais e ainda um marcador com tudo o que é importante que a nossa família saiba para fazer de forma eficaz a separação selectiva de resíduos.
Nós já a fazemos na escola, agora vamos incentivar os nossos pais (se ainda não o fazem) a fazê-la em casa!

sábado, 21 de maio de 2011

O jogo dos ecopontos

Estamos a aprender a fazer a separação dos resíduos, na escola e em casa!

Com ajuda do flanelógrafo, fizemos um jogo onde cada um de nós teve de escolher, identificar e colocar no contentor certo dois resíduos diferentes...



O resultado está à vista... todos acertaram! 
Grandes Eco-Mosqueteiros... será que em casa também é assim?

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Pinturas Puffy !

Aqui estão elas...

Articulação curricular

Foi esse o objectivo da actividade de articulação que iniciamos esta semana: uma visita (que será semanal) a uma sala do primeiro ciclo, com vista a uma transição harmoniosa para todas as crianças que iniciarão em Setembro próximo a escolaridade obrigatória.

Esta semana foi a vez da sala do 1º ano, da professora Céu, onde estão muitos dos meninos da Sala Fixe do ano passado. Os seis finalistas estavam muito entusiasmados - e até um pouquinho nervosos - por irem passar uma hora "à sala da primária", mas tudo correu muito bem!
Conversámos, vimos os livros e cadernos deles - foi o que mais gostámos - e depois fizemos um desenho e descrevemos o que sentimos nessa visita.
Foi muito agradável esta primeira experiência!

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Somos Eco-mosqueteiros!

A actividade prevista no PAA que desenvolvemos em conjunto, incluiu a apresentação de uma estória* pela educadora Susana da Sala dos Amigos, sobre o Bartolomeu, um menino que queria muito ser Eco-mosqueteiro e que, para isso, teve de superar vários desafios (podem vê-la aqui).

No final, todos ficamos com vontade de ser, também, Eco-mosqueteiros, por isso aceitamos participar num desafio que tínhamos que superar...

De casa vieram então muitos resíduos recicláveis (obrigada aos pais, pela colaboração) e foram todos espalhados no recreio da escola... competia a cada turma, começando pela Sala Fixe, distribuí-los pelos Ecopontos de forma acertada no tempo de 3 minutos. 
Se assim fosse, o desafio estaria cumprido e tornavam-se Eco-mosqueteiros!

Querem ver o que aconteceu? Aqui ficam as imagens...


Your pictures and fotos in a slideshow on MySpace, eBay, Facebook or your website!view all pictures of this slideshow

Claro que todos se tornaram Eco-mosqueteiros, e tiveram direito a uma medalha!
(mas alguns precisam ainda de "apurar a técnica da separação selectiva"... talvez se a continuarem em casa consolidem as aprendizagens, colocando em prática uma simples actividade do quotidiano que tanto contribui para a protecção do ambiente).

 Nota* Antigamente o termo "estória" era usado para fábulas, contos, ficção. E, o termo "história" era usado para contar factos e actos da humanidade. Actualmente o termo "estória" caiu em desuso e o termo "história" é usado em todos os sentidos.

Puffy paint (tinta puffy)

Uma ideia inspirada num post encontrado no Diário Bloguefólio (que agrega todos os tweets colocados pelos nossos amigos do Twittter), mais precisamente neste site. A receita foi representada pelos meninos grandes:
 Aqui...
 E aqui...
 Ainda aqui...
 Também aqui...
 Ou então aqui...
 E também aqui...
Se ainda não perceberam bem, tentem esta, foi representada por um dos meninos mais pequenos, que estava sentado ao lado de um dos grandes enquanto este fazia o seu registo...
Agora que já todos perceberam como se faz a Tinta Puffy, é só mostrar o que fizemos com ela (ou, pelo menos, tentamos fazer) usando cotonetes: representamos ecopontos, que ficaram giros, coloridos e bastante "gordinhos"...




O segredo é pintar sobre cartão e depois levar a obra ao microondas, por cerca de 30/60 segundos... a farinha, como tem fermento, cresce e então pintura "incha", dando um efeito surpreendente. 

Depois mostramos, falta só passar um pouquinho de verniz para ficar um trabalho mesmo brilhante!

terça-feira, 17 de maio de 2011

Porque é importante separar...

... neste caso separar os resíduos que todos fazemos (em casa e na escola), iniciamos esta semana uma actividade integrada no PAA sobre o assunto.

Começamos por conversar e partilhar em grande grupo as concepções  de grandes e pequenos; notamos que a palavra ecoponto é familiar a quase todos e que até já sabem as suas cores e para que servem; no entanto, muitos referem que, em casa, não se faz separação do lixo porque não há ecoponto perto...


Para verificar essa situação, a educadora Susana, que é a responsável por esta  actividade, elaborou inquéritos a serem preenchidos por pais e a filhos, para que assim possamos fazer o diagnóstico real da situação no que à separação selectiva diz respeito.

Na nossa sala vimos a história "Xico, o campeão da reciclagem"; recontamos a história direitinho e até fizemos registos em desenho, com os vários elementos da história. 
Sinal de que estamos a crescer e a conseguir estar mais atentos e representar graficamente as nossas vivências!

Também elaboramos um "cartaz" (que não é bem um cartaz...)  sobre o ecoponto amarelo, que foi o que nos coube em sorte, na distribuição entre todas as turmas.
Fizemo-lo com uma técnica diferente... por isso não é bem um cartaz, é um" janelão"!

Eis o "Janelão do Embalão":
 pintamos e forramos um caixote de amarelo
 pusemos papel autocolante transparente, com a parte aderente virada para dentro
e aí colamos diversos materiais (dos que se devem colocar no ecoponto amarelo)
 Gostamos muito do efeito!
 Depois fizemos as letras EMBALÃO em papel autocolante e colaram-se na parte de cima
Ficou um cartaz-janelão muito engraçadão, não acham?

Nota:
Estamos a "falar tudo em ão" porque temos andado a descobrir que as coisas grandes terminam em ão e as pequeninas em inho... até já temos uma lista delas!
Depois mostramos...

domingo, 15 de maio de 2011

Por causa de um grilo...

Um dia destes, ao regressar do recreio, um menino de que não vamos revelar o nome, trazia no bolso um grilo que apanhou entre as ervinhas.
Pedi-lhe para o ir "deitar à vidinha", senão ele não iria gostar muito de estar ali apertado. E ele foi, ou pelo menos foi o que pensei...
Na hora de preencher o Diário de Sala, uma menina levantou o dedo para pedir a palavra e disse:
- Escreve no que "não gostamos": o ... enganou-te!
- Enganou-me? Então porquê?
- Porque não foi nada deitar o grilo à vidinha, ficou com ele no bolso!
- A sério? 
- Pois e isso é muito feio!
- Tens toda a razão, isso é mentir e não se deve mentir. Mas e o que aconteceu ao grilo?

Conversa puxa conversa, uns diziam uma coisa e outros outra, o menino em causa afirmava que tinha deitado o grilinho à vidinha e nada se concluía sobre o que teria mesmo acontecido. 
- Olhem que o mistério do grilo dava cá uma história... a história do grilo no bolso do ... !
- Pois é, até podemos inventar uma história!
- Traz a panela, Juca, a Panela das Histórias, lembras-te do ano passado?

E assim foi, no dia seguinte a Cozinheira de Histórias veio devidamente preparada para usar a Panela das Histórias no primeiro cozinhado deste ano!
Ao verem o avental das histórias (muito bem feito pela amiga Alda, do Bonecos e Trapos) os mais pequenos ficaram tão espantados, que não houve cozinhado nenhum sem primeiro se contarem duas das histórias presentes no avental: os 3 porquinhos e o capuchinho vermelho.

Só depois se lançaram à panela os primeiros ingredientes: o grilo e o bolso do... Manuel, foi esse o nome que demos ao herói da história.

Claro que ficou tudo em "banho-maria", porque a panela das histórias não é muito rápida e precisa de tempo para a magia funcionar...

A Margarida, a Simone e o Tomás L. deram continuidade a esta iniciativa e está quase, quase pronto o livro desta nossa produção. 
Se quiserem conhecê-lo, continuem a passar por cá, não deve demorar muito!

sábado, 14 de maio de 2011

O prometido é devido...

Eis, então, a técnica do "entrelaçado entre os dedos" com que elaboramos a prenda do Dia da Mãe, colar e pulseira.
video

A ideia veio daqui, onde poderão ver um vídeo em inglês com a apresentação da mesma técnica.

Nota:
Este é um vídeo caseiro (feito pelo João, o meu filho mais novo, que comigo colaborou nesta produção simples), que apenas pretende elucidar quem desejava aprender a técnica. Se estiver muito rápido, tenham paciência e ponham em "slow motion" ;)

De regresso à "vida normal"...

Passadas que foram tantas festividades seguidas, regressamos à Sala Fixe para dar continuidade às nossas actividades e projectos.

Iniciado que está o terceiro período era tempo de novas eleições para a nossa Assembleia de Escola, pelo que tivemos também de proceder à eleição de um novo presidente da Sala Fixe.

A Margarida e o Guilherme não puderam candidatar-se (porque já foram presidentes nos dois períodos anteriores, tendo cumprido muito bem o seu papel) por isso aceitavam-se sugestões de novos candidatos...

Houve vários deditos no ar, mas a conversa que se seguiu desmotivou alguns de seguir em frente.

No final, a votação resumiu-se a dois elementos do grupo dos grandes e outros dois do grupo dos pequenos. Ganhou, por maioria de 7 votos, o Afonso, dado ter havido 4 abstenções...
Ontem foi a vez de todos os Presidentes de Salas irem a votos, para se eleger o Presidente da Assembleia de Escola. Foi um acto ordeiro e muito cívico, como podem observar nas imagens:
 A mesa eleitoral, formada pelos anteriores presidentes e a fila para a votação
 O registo dos votantes pelo anterior presidente e a entrega dos boletins de voto
A escolha, o voto e a colocação na urna.


Depois de apurados os resultados do acto eleitoral, foi eleita como nova Presidente da Assembleia de Escola de Vila Franca, a Beatriz, do 4º ano, que tomou posse na VII Assembleia de Escola que se realizou de seguida.


Também recebemos durante esta semana a visita do Sr. Presidente da Junta de Freguesia, que veio proceder à entrega do livro comemorativo da inauguração da Casa das Associações, que fica mesmo em frente à nossa escola e para a qual contribuímos com a carimbagem das nossas mãos em azulejos, os quais integram um painel colocado no exterior do edifício. Vejam como ficou:

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos