Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Dia de... enfrentar os medos!

Assim foi o Dia das Bruxas para nós... uns mais e outros menos!
Começamos logo pela manhã, por acender a nossa abóbora, para ela ficar iluminada e assustadora...
Ficamos ainda a saber que existe outro nome para abóbora... é cabaçaE de seguida conhecemos a história tradicional "Corre, corre, cabacinha..." e fizemos o respetivo registo.
Aqui está a versão espanhola (não encontrei vídeo em português):


Dali a pouco... toc, toc, toc, na porta da sala fixe. 
- Quem é? Pode entrar...
E entra-nos logo pela porta...
Um bruxo sorridente! Mas que surpresa... foi mesmo sem contar! 
(Era o Prof. Helder disfarçado...)


Já de tarde, estava marcada a visita da Bruxa Mimi que esperávamos ansiosamente...
Uns por vontade de a conhecer, outros por receio do mesmo!
Mas correu tudo muito bem, a bruxa Mimi (que era a mãe do Santiago disfarçada...) foi muito simpática e ninguém chorou ou teve medo ( as bruxas que vêm ás escolas são boas, as más ficam guardadas nas histórias!)
Contou-nos a história do seu aniversário...
Cantamos-lhe os parabéns...
Fez magias especiais... (queria fazer-nos desaparecer, mas a professora não deixou!) como fazer desaparecer os gritos da boca de alguns meninos que ainda não sabem falar baixinho!
Finalmente, distribuiu bolinhos deliciosos a todos... afinal não há festa de anos sem bolo!
Foi uma tarde chuvosa, mas muito animada e bem disposta.
Vejam lá as imagens:


No final todos levamos para casa uma surpresa... uma abóbora recheada (com um chupa-chupa) que preparamos na nossa  sala!
Foi um dia bem passado, não acham?

domingo, 30 de outubro de 2011

Vamos ser "heróis da fruta"!

Promovido pela Associação Portuguesa contra a Obesidade Infantil (APCOI), o projeto "Heróis da Fruta - Lanche Escolar Saudável" é a primeira iniciativa de intervenção escolar e tem como objetivo incentivar as crianças até aos 10 anos a consumirem mais fruta diariamente, invertendo assim a estatística nacional deste consumo que é de apenas 2%.
A Sala Fixe já está inscrita...
Mas precisamos da colaboração lá de casa:
Papás, prestem atenção aos lanches que enviam para os vossos filhotes e procurem apostar na fruta, antes de mais pela sua saúde, que é o principal objetivo da iniciativa.
A fase de implementação deste projeto será entre 3 de Janeiro e 10 de Fevereiro de 2012, mas os bons hábitos devem iniciar-se o mais cedo possível e demoram algum tempo a consolidar...
Se quiserem saber mais pormenores consultem:  http://www.heroisdafruta.com/
Contamos convosco, para tornar os nossos "fixes" em verdadeiros heróis da fruta!

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Vivências democráticas

É o que procuramos colocar em prática todos os dias, mas fizemo-lo muito especialmente durante esta semana, em que decorreram os preparativos para a I Assembleia de Escola deste ano letivo.


I - Eleições de Sala
Começamos por eleger o Presidente da Sala Fixe. 
Apresentaram-se como candidatos alguns meninos médios, com os seus argumentos/slogans de campanha:
Rodrigo B. - não explicou porque queria ser presidente da sala.
Íris - não explicou porque queria ser presidente da sala.
Rafael - Quero ser Presidente da Sala para dizer as coisas...
Tiago R. - Eu gosto de dizer as coisas da nossa sala.
Santiago - Eu gosto de falar em público.
Guilherme - Votem em mim, que já tenho experiência! (Foi presidente no ano anterior...)
A votação foi de braço no ar, por acordo de todos e ganhou o Guilherme, com 9 votos.

II - Preparação da Assembleia
Para decidirmos o que dizer na I Assembleia de Escola, fizemos uma assembleia de grupo, onde se estipulou o que o Guilherme deveria transmitir:
Notícias para dar:
- Fizemos uma experiência com batata e maçã, para descobrir qual era qual. Pusemos água. O que flutuou era maçã e o que afundou era batata.
- Fizemos também outra experiência de pesagem com ursinhos, com o objetivo de equilibrar os pratos da balança, colocando ursinhos até obter o mesmo peso dos dois lados.
- Recebemos dois postais de jardins de infância dos Estados Unidos. Já lhes respondemos também em postal e tivemos que por selo. A professora escreveu em inglês, porque eles não percebem o português.
Problemas para resolver:
-Às vezes alguns meninos batem...

III Eleições de Escola
Todos os Presidentes das Salas foram hoje submetidos a eleições, para se escolher o Presidente da Assembleia de Escola e o respetivo secretário, que fará as atas das reuniões. Por isso fomos votar, desta vez com um X num boletim de voto com as fotos dos candidatos... chama-se voto secreto!


Contados todos os votos das 6 turmas, os resultados foram comunicados na...

IV  I Assembleia de escola 2011-2012
Começou com o anúncio a todos os presentes - alunos, docentes e pessoal auxiliar: do novo Presidente da Assembleia, que é o André, do 4º ano.
Decorreu muito bem, com a apresentação das notícias a dar à comunidade escolar, bem como o debate de alguns problemas.
 A mesa
A apresentação da Ordem de Trabalhos
Os participantes
Foi a primeira de muitas (uma por mês...) para os nossos mais pequenitos e portaram-se muito bem!

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

O sonho do Santiago...

Na hora da reunião da manhã, o Santiago quis partilhar com os seus amigos o sonho que teve:


"Era uma bruxa que estava na terra, num sítio onde havia muita neve! Depois ela subiu ao céu na vassoura e foi parar a uma nuvem onde estava o Jesus pequenino, bebé. Ela partiu-o e o Jesus morreu... mas morreu mesmo! Era uma bruxa muito má, porque não foi sem querer, foi mesmo de propósito. Chamava-se Miquelina."


A conversa que se seguiu "deu pano para mangas"...
Todos acharam muito injusto que a bruxa tivesse feito uma maldade tão grande e não tivesse sofrido nenhum castigo... 
Mas afinal foi só um sonho... 
Um sonho que trouxe para a Sala Fixe uma festividade importada que vem aí: 
O Dia das Bruxas.
E logo se falou delas, das bruxas e logo a seguir de medos, muitos medos. 
Mas, afinal, temos medo de quê?
- De morcegos,
- De fantasmas,
- De aranhas,
- De monstros,
- Das próprias bruxas,
(e também de porcos, de cães e de uma galinha, isto na opinião dos mais pequenitos!)


Só que o Dia das Bruxas é apenas uma brincadeira que nos chegou dos Estados Unidos (aquele local distante onde existem jardins de infância - kindergarten - com quem fizemos intercâmbio via postal). Mas lá chama-se Halloween!

O entusiasmo pelo assunto foi de tal ordem que já decoramos a sala para o efeito... com abóboras, fantasmas, frankensteins, esqueletos e tudo o resto! 
Até inventamos uma canção, por iniciativa do Guilherme, que começou a cantarolar a música do "Atirei o pau ao gato" assim: Atirei uma abóbora...
Pegamos por aí e o resultado foi este:
Atirei uma abóbora
Mas a abóbora
Não partiu, tiu, tiu,
E a bruxa, xa, xa,
Fez um feitiço, ço, ço,
Pegou nela e transformou-a num chouriço!

Progressos...

Pequenas grandes coisas que enchem os nossos dias (e põem um sorriso de orgulho na cara da nossa educadora):

Já conseguimos fazer trabalho colaborativo, ou seja, somos capazes de colaborar com os colegas para, em conjunto e com o esforço de todos os membros da equipa, atingir objetivos comuns!
Nos jogos de mesa montamos puzzles de 43 peças! (meninos de 4 anos)
Nos jogos de chão fazemos construções 3D
(No final, pedimos sempre para tirar uma "togafia"... e a professora faz-nos a vontade).

- Os mais pequeninos surpreendem-nos todos os dias com novas habilidades:
A montar puzzles sem dificuldades...
A inventar novos jogos e brincadeiras... alegremente!
A pedir para fazer pinturas com frequência...
A navegar pelas animações do Youtube (sem ajuda, a partir do Bloguefólio)...


- Estamos a fazer progressos, somos mesmo FIXES!
Os nossos fixes (contente, triste e zangado) pintados pelo Rodrigo B.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

A magia da compostagem

Foi a história que conhecemos hoje, na sala de TIC da nossa escola: duas salas de JI e quatro salas de EB1, todos bem juntinhos, a ver e ouvir a história deste livro:
Estivemos todos bem atentos... primeiro a escutar a chuva que caía lá fora e depois a ouvir a nossa professora a contar esta bonita história a toda a gente, com a ajuda do prof. Hélder do 1º ano.
Ficamos a saber em que consiste a compostagem, que é o processo de transformação de resíduos que iriam para o lixo (como cascas de legumes e de frutas, ou relva e ervas daninhas) em composto, um solo fértil para as plantas crescerem bem (sem necessidade de adubos/fertilizantes e, por isso, muito mais saudável).
Desta forma, podemos contribuir para um melhor ambiente... tanto na escola, como em casa. Sim, porque também podemos fazer compostagem em casa, basta para tal comprar um compostor e ler este guia.
Precisávamos era de uma ajudinha do tempo... só com um bocadinho de sol será possível apanharmos os pauzinhos e as folhas necessários para colocar no fundo do nosso compostor e assim dar início a este projeto em parceria com a Câmara Municipal de Viana do Castelo.
O composto que produzirmos vai ser útil para a nossa horta biológica... que vai nascer em boa companhia: na companhia dos nossos avós!
Vamos fazer histórias e memórias da nossa horta, ou de como eram as hortas de antigamente... mas só quando houver um dia de sol!


terça-feira, 25 de outubro de 2011

Finalmente... a Carochinha

Depois de um ensaio geral um pouco atribulado (dada a quantidade e variedade de animais que quiseram "casar com a Carochinha": domésticos e selvagens, ou seja, todos os animais de todas as máscaras com som!) hoje realizamos a dramatização da História da Carochinha (numa nova versão) para uma assistência muito atenta: a Sala dos Amigos.

A nossa professora pediu à Celeste para filmar mas parece que a máquina não colaborou... porque ao descarregar não havia lá nenhum filme :(
Ficam então as fotos tiradas durante o dito ensaio geral... à falta de melhor para vos mostrar:

domingo, 23 de outubro de 2011

À atenção das crianças e pais da Sala Fixe 2009-2010


Os meninos e meninas que estão agora no 2º ano (aqui e noutras escolas...) bem como os seus pais, tem hoje direito a uma surpresa relativa ao trabalho desenvolvido durante o ano 2009-2010 aqui, na Sala Fixe. Para a descobrir, deverão seguir alguns passos...


1. Acedam à página da Direção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular (DGIDC):


2. Entrem no micro site "Educação para a Saúde":

3. Cliquem em "Outros Temas":

4. Entrem em "Higiene Individual e Coletiva":

5. Cliquem em "Agripino, o vírus da Gripe A" - livro eletrónico para crianças em idade pré-escolar:

Aqui está a surpresa... um livro digital intitulado "Agripino, o vírus da Gripe A", destinado a crianças em idade pré-escolar (e não só...)
É o resultado de uma parceria com a Maria Carvalho Guerreiro, que fez as belíssimas ilustrações.
A sonorização foi feita com o precioso contributo dos 20 meninos e meninas da Sala Fixe 2009-2010, que trabalharam esta história ainda na sua fase embrionária... na altura em que a problemática da Gripe A nos começava a preocupar a todos.
O trabalho colaborativo que foi desenvolvido ao longo destes últimos dois anos com a DGIDC resultou finalmente nesta publicação, que fará parte do acervo da  Biblioteca Digital da DGIDC e será também divulgada na Revista Noesis e no Boletim da DGIDC.

Gostaria de deixar os meus agradecimentos à designer Maria Guerreiro, às crianças da Sala Fixe 2009-2010 e à Drª Ilda Luísa Figueiredo (DGIDC) que me acompanhou com muita simpatia ao longo desta aventura.
Desejo que este recurso possa ser útil a todos os colegas, tanto educadores como professores,  esperando que lhes permita trabalhar eficazmente com as suas crianças a problemática da gripe e da higiene pessoal.
Maria Jesus Sousa

O que sabemos sobre a lua...

Registo de conversas espontâneas, ainda sobre o mundo da lua...



Qual é a forma da lua?

- A lua é redonda!
- Às vezes não é, é bicuda!
- Isso é por causa do sol... é quando lhe acerta de outra maneira.


De que cor é a lua?

- É branca...
- Não é nada, é amarela!
- Eu acho que é cinzenta...

Será que na lua há sons?
- Eu acho que não há sons na lua...
- E quando não há sons chama-se silêncio...
- Quando fui lá, eu abri a lua e vi um bichinho a fazer tchic, tchic... era um daqueles que picam as mãos (abelha), queria enganar-nos que na lua havia sons!

Para que serve a lua?
- A lua serve para ser de noite!
- Pois, para ser de dia temos o sol!


E como se vai até à lua?

- A lua está lá em cima, no céu, como o sol...
- Para ir lá tem que ser de foguetão!
- Os astronautas é que andam nos foguetões...
- E têm um fatos grandes e brancos, com tubos!
- É para respirarem.
- E os astronautas voam!
- Não voam nada, não têm asas...
- Se voassem não precisavam de foguetão!
- Pois... mas não voam, andam assim a dançar... aos pulos!


Como é que a lua se segura no céu?
- A lua ficou lá presa no céu, como as estrelas...


Entretanto temos andado muito ocupados com outras coisas, mas o Professor Hélder, dos meninos do 1º ano, trouxe-nos um modelo de sistema solar para montar... estamos a terminar. Parece-nos que este interesse não vai terminar por aqui!

sábado, 22 de outubro de 2011

Uma questão de peso...

Com os ursinhos de triagem no primeiro dia trabalhamos a corno segundo o tamanho e no terceiro dia o peso, que não é um conceito fácil para a gente pequena...
O objetivo deste "jogo da balança" era cada um conseguir equilibrar os dois pratos, o que, como sabemos, acontece quando nos dois lados é colocado o mesmo peso.
No entanto, o desafio não se revelou difícil, pois até os mais pequeninos conseguiram superá-lo... ora vejam:
Quando passamos ao registo gráfico é que a coisa se complicou um bocadinho...
Passar para o papel as nossas vivências, experiências e aprendizagens é algo que os meninos médios começam agora a fazer mais vezes, pois é muito importante para o desenvolvimento. 
Mas é uma atividade que não agrada a todos... :(
Tal como tudo na vida, não é verdade? 
Mas não é por isso que deixamos de o fazer ;)
Aqui estão alguns registos desta experiência de pesagem, reparem bem nas soluções encontradas por cada um para equilibrar os pratos da balança:


sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Grandes, médios e pequenos...

Depois da formação de conjuntos pelo critério cor, seguiu-se a formação de conjuntos pelo critério tamanho, uma atividade matemática de seriação.
Usamos novamente os ursinhos de triagem e 3 modelos de conjuntos, com a indicação do tamanho do ursinho a colocar em cada conjunto.
Desta vez começamos pelos meninos médios, mas os pequenos também fizeram... os ursinhos são tantos! E, apesar de uma ou duas dúvidas, todos conseguiram arrumar os ursinhos "no circo" certo!
A Leonor até trouxe 4 fixes familiares (o pai, a mãe, a irmã e ela própria) feitos em casa, que colocou junto dos três conjuntos... sobrou a mãe, que ficou a mandar nos 3 "circos"!
Aqui fica o slideshow:


Depois desta atividade matemática, foi bem mais fácil seriar os meninos e as meninas, para os podermos colocar no quadro "Quem somos?" por idades...
Grandes, médios ou pequenos?
Somos um pouco de tudo... cá estamos:


quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Organizando o tempo e as interações...

Depois do espaço e dos materiais, é também necessário organizar o tempo que passamos na sala, criando uma rotina diária/semanal flexível mas consistente, de forma negociada com o grupo de crianças.
Privilegiando-se na sala uma gestão democrática, as crianças são agentes ativos e participativos, com direito a opinião e poder de decisão. Daí terem uma palavra a dizer. 
Para organizar o tempo e as interacções entre as crianças necessitamos de recorrer a instrumentos de gestão partilhada, como estes que temos na sala:

Mapa de Presenças
(mensal, de dupla entrada, inspirado no do Movimento da Escola Moderna)

É aqui que, todos os dias ao chegar, marcamos a nossa presença, assinalando um P (médios) ou uma marca (X/+ pequenos) na interseção entre o nome (com foto) e a data do dia. Há sempre um responsável para ajudar os mais pequenos a cumprir esta rotina diária.

Quadro da Rotina Diária
(quadro-leque criado pela educadora)

É um modelo simplificado, adaptado do utilizado no ano anterior; a cada momento da rotina, o responsável coloca para o lado esquerdo a imagem correspondente ao tempo que já passou, deixando visível a rotina daquela hora. Este quadro permite aos mais pequenitos aperceberem-se das diferentes rotinas/momentos do dia e do que podem/devem fazer em cada um deles.

Quadro de Tarefas
(quadro de entrada simples, de correspondência horizontal)

É o instrumento organizador das tarefas que vão surgindo na sala. É evolutivo e vão sendo acrescentadas tarefas, conforme necessário, ao longo do ano. Todos os dias as distribuímos usando os cartões individuais. Inclui tarefas como ser responsável das rotinas, contar os meninos, distribuir as mochilas e as colheres para o lanche, dar de comer à tartaruga, distribuir o leite escolar e os vai-vens...

Quadro do Tempo, rotina e ementa
(quadro de entrada dupla criado pela educadora)

Permite-nos saber em que ano, estação e mês estamos, qual o dia da semana (cada um associado a uma cor), como está o tempo (atmosférico), a atividade do dia (historia, culinária, jogo, música, motricidade, etc) e a ementa do almoço. Ajuda as crianças a organizarem-se e a interiorizarem, a pouco e pouco, as noções de tempo.

Quadro de Atividades
(quadro de entrada simples, de correspondência vertical)

É este o nosso instrumento de planeamento, onde diariamente colocamos o cartão na área onde vamos desenvolver as nossas atividades e projetos. Estamos a aprender a usá-lo, pois só foi introduzido esta semana. 
Implica que cada um escolha a sua atividade, coloque o cartão na respetiva área num espaço livre (se estiverem todos ocupados temos de escolher outra área). Ao terminar, devemos arrumar tudo o que usamos e só depois retirar o cartão dessa área para outra.
Todas as áreas da sala estão identificadas com o respetivo cartaz, bem como foi definida para cada uma a lotação considerada adequada pelo grupo de crianças (o número de meninos e meninas que podem estar em cada área em simultâneo, para que o espaço e os materiais disponíveis estejam adequados).




  
Quadro dos Fixes

Esta adaptação do quadro da luzinha do coração (usado no ano anterior) facilita a análise do próprio comportamento e do seu efeito nos outros, ajudando a desenvolver a consciência moral das crianças e o seu sentido de responsabilidade. 
Ao final de cada dia cada um de nós reflete sobre o seu comportamento e verbaliza a sua opinião acerca de onde colocar o seu cartão:
  • Se teve a luzinha do coração sempre acesa (só fez / disse coisas boas) por isso tem um Fixe Contente;
  • Se teve a luzinha do coração fraquinha (por vezes, fez / disse coisas que não devia) tem um Fixe Mais ou Menos;
  • Se teve a luzinha do coração apagada (fez / disse muitas vezes coisas más, principalmente com impacto negativo nos colegas) tem um Fixe Zangado.

Por vezes há lugar a discussões, quando alguém não concorda com a apreciação feita pelo próprio (ou porque foi muito favorável, ou muito crítica, o que também acontece...). 
Essas questões são debatidas ao redor da mesa grande até se chegar a um consenso. Pode haver lugar a pedidos de desculpa (se necessários) e também a assunção de compromissos (prometer não fazer mais).

Para além destes, temos ainda o Quadro dos aniversários e o Quadro dos padrinhos, mas esses já os apresentamos noutros posts.

É assim que gerimos o nosso tempo e as nossas relações interpessoais, para aprendermos a brincar e a crescer todos juntos!



quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Grande, médio e pequeno

Um conceito importante o de tamanho, pois temos andado um pouco baralhados para identificar:
- Quantos somos (contamos todos os dias os meninos presentes);
- Quem somos (meninos ou meninas)
- Quantos anos temos (2, 3, 4 ou 5)
Daí a chegada desta história:
Os 3 ursinhos (cliquem para ver, tal como prometido)


Através dela compreendemos melhor os 3 tamanhos e conseguimos aplicar esse conceito associando:
- o grande aos 5 anos, 
- o médio aos 4 anos,
- o pequeno aos 3 (e 2) anos.


Para consolidar esta aprendizagem, na "caixinha das surpresas" chegaram:
- Os "fantoches de andar com os dedos" com as personagens;
- As personagens e adereços necessários para contar a história no flanelógrafo;
- Uma caixa de ursinhos de triagem, com 6 cores e 3 tamanhos (grande, médio e pequeno)


O tempo não deu para mais e hoje só fizemos o jogo dos conjuntos: formando grupos por cores, os meninos(as) pequenos(as) conseguiram triar os ursinhos corretamente, identificando e nomeando cada cor.



Para amanhã ficou prometido novo jogo dos conjuntos, desta vez pelo critério tamanho, em vez de cor.

Estamos também a elaborar um quadro de registo... para ninguém se esquecer destas aprendizagens importantes!
Ainda não está pronto... depois mostramos como ficou.

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos