Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Recapitulando...

Nem sempre as coisas correm como nós gostávamos... ou como achávamos que ia acontecer!
Pois é, hoje ao chegar à sala os nossos cravos estavam assim...
Murchinhos e apenas um bocadinho coloridos.
Ficamos um pouco desapontados, mas logo começamos a pensar nas razões para o acontecido:
- Eles já estavam um bocado murchos antes da experiência...
- Isso é verdade! Foram tirados de uma jarra onde já estavam há alguns dias...
- Será que se pusermos uns fresquinhos, acabados de cortar, vai ser diferente e eles vão mudar de cor?
- E onde arranjamos mais cravos brancos? Alguém tem no jardim de lá de casa?
Não, ninguém tinha. Mas havia outros tipos de flores...
Então resolvemos usar flores brancas que alguns meninos tinham trazido para dar cumprimento à Tradição das Maias, fazendo  coroas para colocar nas portas da escola. Escolhemos duas rosas e um jarro e agora a nossa experiência (reformulada mas igualmente entusiasmante) está assim:
Quarta-feira observaremos os resultados.
Bom feriado para todos!
Se, entretanto, quiserem saber mais sobre a Tradição das Maias, espreitem aqui.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Assembleia de Escola nº 6

Mudança de período é igual a mudanças na Mesa da nossa Assembleia de Escola.
Por isso, voltamos aos votos na sala, mas agora é mais fácil, pois já estamos mais crescidos!
Primeiro apresentam-se os meninos ou meninas que acham que podem ser bons presidentes, ou seja:
- Que dão bons exemplos aos seus colegas (cumprem as regras);
- Que sabem falar em público (falam corretamente e não têm vergonha).

Surgiram 3 candidaturas que, desta vez, foram votadas em grande grupo de braço no ar. 
Porque afinal há várias formas de votar: o voto secreto (com papel) e o voto público...

Os resultados ditaram um vencedor com 9 votos, seguido do segundo lugar com 6 e do último com 2 votos.
Mas três dias depois da eleição (e um dia antes da Assembleia) surgiu-nos um problema... 
:-(
O candidato que reuniu a maioria dos votos (9) foi oficialmente destituído, mesmo antes de tomar posse!
Na verdade, apesar de ser considerado por todos um bom candidato, nos dias seguintes à eleição algo de estranho aconteceu, que fez com que deixasse de ser um bom exemplo para os colegas. 
Então, o grande grupo reuniu e decidiu, por unanimidade, que assim ele não poderia representar-nos, ficando no seu lugar o candidato que obteve o segundo lugar.
E agora temos uma Presidente, a Íris, que tomou posse hoje, com muita categoria!
Aqui está então a nova Mesa da Assembleia de Escola, cuja Presidente é também uma menina, a Maria do 4º ano.

Experiência com cravos

Vieram dois cravos branquinhos para a sala e reparamos que eram diferentes do cravo vermelho que já tínhamos... mas, será que podíamos torná-los iguais?
- Pintamos de vermelho!
- Mas como? Com tinta não dá... com lápis também não...
Então um menino dos médios lembrou-se que os cravos bebem água e até sabia que era pelas raízes e pelo caule!
Então levantou-se a hipótese: Se a água tivesse cor... será que eles mudavam de cor?
Começamos por ir buscar o que era preciso: copos, água e corantes alimentares.
A Celeste trouxe 3 copos, pois tínhamos 3 cores de corante, mas só 2 cravos...
Como não conseguimos arranjar mais nenhum, a professora propôs uma solução: cortar a meio o caule de 1 dos cravos, para ele poder beber de 2 copos.
Então a nossa experiência ficou assim:
O que será que vai acontecer?
A nossa estimativa é: o primeiro cravo vai ficar de duas cores (azul e vermelho) e o segundo vai ficar amarelo. 
Será que vamos estar certos?
Amanhã comprovaremos...

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Parabéns Santiago!

Porque está um rapaz muito crescido, completou hoje 5 anos!
Por isso festejamos todos juntos, ao redor de um bonito bolo, cheio de pintarolas e bolachinhas de chocolate:

Muitas felicidades ao Santiago e à sua família...

Ainda (e sempre) Abril

Ouvimos canções de Abril que fazem parte do nosso legado histórico, musical e cultural.
Gaivota, de Ermelinda Duarte:
E ainda,

E assim, ouvindo os sons de Abril, fizemos Arte... inspirada nestas imagens de cravos vermelhos, símbolo da revolução de Abril e num cravo verdadeiro!
A proposta veio bem guardada na Caixinha das Surpresas, onde vinham também tintas roll-on para a concretizar. Eis algumas das nossas produções:
Make your own slideshow at Animoto.


terça-feira, 24 de abril de 2012

Conhecer a nossa história

... é uma coisa importante, mesmo para nós que ainda somos pequenos!
Por esse motivo estivemos a conversar sobre o feriado de 25 de Abril. 
Alguns de nós já sabiam muitas coisas, pois durante o fim de semana houve "trabalho de casa": conversar com os pais sobre o que aconteceu nessa altura em Portugal e depois realizar um pequeno desenho, que irá figurar numa exposição na Junta de Freguesia.
Eis as nossas produções:
Também consolidamos as nossas aprendizagens com esta pequena história da História de Portugal... (que deu os seus frutos na hora do recreio quando observamos alguns meninos e meninas, de ambas as salas, a "brincar à ditadura"! E como era a brincadeira? - Nós somos os polícias da PIDE, se disserem mal do governo, ou se portarem mal, vão todos para a prisão!)
Ainda fizemos outra atividade alusiva ao 25 de Abril, mas só poderemos apresentá-la na quinta-feira, pois nem todos conseguiram terminar. Bom feriado para todos!

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Anatomia de um Livro

No Dia Mundial do Livro, como não podia deixar de ser, a história do dia foi contada através da leitura de um novo livro...
Um livro muito especial, de um autor com um nome também muito especial... Valter Hugo Mãe
- Mãe? Mas é um nome de homem!
- E os homens não são mães!
- Pois, os homens são pais...
- Sim, têm todos razão, mas o nome deste autor é mesmo assim, e não é por ele ser mãe de alguém! Assim como nós somos Pinto, ou Pereira, ou Barbosa, ou Rodrigues... ele é Mãe, é este o seu apelido.

Exploramos então algumas das partes que compõem um livro:
Imagens daqui

Porque só se pode amar aquilo que se conhece e precisamos conhecer melhor os livros, esses amigos que nos contam histórias e ensinam coisas.
Porque os livros são faróis de sabedoria!


domingo, 22 de abril de 2012

Ainda a videoconferência...


Com o filme completo da nossa "viagem aos Açores":

Foi uma primeira experiência... bem sucedida, na opinião de todos os envolvidos deste lado!
Foi também uma belíssima estratégia para os mais pequenos olharem o computador e a tecnologia como ferramentas de comunicação e a internet como uma janela aberta para o mundo: uma janela de aprendizagem, de intercâmbio, de partilha e de comunicação!

sábado, 21 de abril de 2012

De cá para lá e de lá para cá...

Cá do nosso lado estávamos nós, é claro! 
A videoconferência foi quase toda registada em video, mas publicamos aqui apenas um excerto:

Do outro lado do écran estavam... os Açores e os meninos de Terra Chã, que postaram o video da nossa videoconferência de ontem no seu blogue, o Blogando n@a escola:

Há coisas fantásticas, não há?
Como a tecnologia consegue aproximar crianças e professores de duas escolas tão distantes!

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Uma viagem aos Açores

Estava tudo combinado...
Logo pela manhã preparamos o nosso "avião" em frente ao monitor do computador.
Sentamo-nos todos direitinhos, os mais pequenos à frente e os mais crescidos atrás.
A partida era às 10h mas atrasou-se um bocadinho.
E lá "viajamos" (bem depressa) até aos Açores...
A nossa viagem no Google Earth

Aterramos na EB1/JI Prof. Maximino Rocha, em Terra Chã, na Ilha Terceira!
(tudo isto a brincar ao faz-de-conta, é bom de ver...)
Então "encontramos" os nossos amigos (que conhecemos através do Blogando n@ escola) e a professora Anabela (com a ajuda do Skype, o programa que nos permitiu falar em videoconferência).
Apresentamo-nos uns aos outros e conversamos um bocadinho sobre a Páscoa e o que fizemos durante as férias; ficamos a saber que nos Açores, tal como cá, também há a tradição de beijar a cruz; ainda vimos um desenho do Gaspar (feito no Paint) com dois coelhos que não gostavam de cenouras e ficamos admirados pois por cá todos os coelhos gostam! 
Tudo isto demorou um bocadinho de tempo e a fome já apertava pois não lanchamos antes...
Por isso tivemos que nos despedir e foi quase como num filme mudo, porque o microfone de lá deixou de dar o som ;)
Mas foi muito fixe esta primeira experiência de videoconferência.
Quando preenchemos o diário de sala ao final da manhã. todos referiram que foi o que mais gostaram! Obrigada à Prof. Anabela e aos meninos do primeiro ano que embarcaram connosco nesta viagemLogo que esteja pronto, postamos o video que fizemos...

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Parabéns Beatriz

Foi já no dia 15 que a Beatriz completou 4 anos, mas só comemoramos um pouco depois...
... e novamente todos reunidos à volta de um bolo de chocolate!
Parabéns Beatriz, estás a ficar crescida...

O problema do sapo

Coisas do amor... o sapo apaixonado que conhecemos há algum tempo atrás, através da história de Max Velthuijs (que podem recordar aqui), estava com um problema; queria oferecer à sua amada patinha branca um ramo de flores, com 5 flores, mas não sabia como fazê-lo, pois só tinha flores vermelhas e cor de rosa.
Resolvemos dar-lhe a ajuda de que precisava, tentando descobrir as possíveis combinações de 5 flores para os ramos!
Depois de algumas tentativas com as flores manipuláveis encontramos estas soluções:
... isto para além de dois ramos com flores iguais, ou 5 vermelhas ou 5 cor de rosa.
Então passamos ao registo gráfico com o grupo dos médios e alguns meninos pequenos...aqui ficam alguns deles:


  Neste registo foi usado o exemplo de um ramo com apenas 4 flores:
Nada mal, não acham?
E ainda tivemos uma surpresa! 
Um menino do grupo dos pequenos registou assim o problema, usando os furadores da colagem:
As soluções encontradas foram mesmo estas, o André M. está de parabéns!

Assim decompusemos então o número 5:
Puxamos bem pela cabecinha! 





quarta-feira, 18 de abril de 2012

Ena! ;)

Só faltam chegar ao Bloguefólio visitantes de dois continentes (Ásia e Oceania) porque tem sido cada vez mais visitado a partir de vários países da Europa e também de África e da América...

Das ilhas portuguesas da Madeira e dos Açores também costumamos receber visitas e até já temos alguns amigos!
Os meninos e meninas do Blogando n@ escola  e a Prof. Anabela interagem connosco há algum tempo (há mais de 2 anos), até já trocamos correspondência, mas um destes dias vamos experimentar uma coisa nova... aguardem-nos! 

terça-feira, 17 de abril de 2012

Contornos da palavra

Hoje recebemos visitas... já as conhecemos, são duas, são muito simpáticas e vêm da Biblioteca Municipal de Viana do Castelo. Contam-nos sempre histórias bonitas e divertidas, dramatizando-as como só elas sabem...
Hoje era esta, do livro de António Torrado:
Foi risota geral, do princípio até ao final...
Os adultos (professores e auxiliares) que estavam na sala a assistir, até foram promovidos a repetentes no decurso do teatro, pela professora Maria Madalena Paciente! Era ela que estava a ensinar o macaco Barnabé a ler...
Só mesmo visto!
Voltem sempre que quiserem...
E os papás também podem levar os seus filhotes a verem muitas dramatizações de histórias, todos os sábados, de manhã e à tarde, na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo!
Não custa nada, é grátis!


segunda-feira, 16 de abril de 2012

Uma visita à ACEP

Como muitos já sabem, a ACEP é a Associação Cultural de Educação Popular que fica na Meadela e todos os anos costumamos lá fazer uma visita... hoje foi o dia.
Partimos bem animados, pois era a primeira vez este ano que andávamos de autocarro; com muito cuidado todos se sentaram e puseram os cintos de segurança, estávamos prontos para a partida! A viagem foi curta, mas valeu bem a pena...
Recebeu-nos a Sónia, que é muito simpática e foi a nossa guia durante toda a manhã:
- Começamos por visitar / interagir na exposição temporária de Saúde Oral do CECAC;
- Seguiu-se o lanche;
- Continuamos vendo o filme do dentista / higienista e brincando ao "faz de conta que somos dentistas";
Vejam aqui a reportagem fotográfica:
Ainda houve tempo para uma coisa que muito desejávamos: 
Tirar os sapatos! Para quê? Para ir ao polivalente. 
Fizemos vários jogos divertidos e foi uma festa!

 
Querem ver mais (só mais um bocadinho...) ?
Como o que é bom acaba depressa, logo tivemos que calçar os sapatos para regressar... 
Até para o ano ACEP!
E não é que até viajamos num mini-autocarro cheio de fixes???

domingo, 15 de abril de 2012

Pequeno livro Saúde 24

Esta semana recebemos novas indicações sobre como proceder em caso de doença ou acidente das crianças quando estão nas instalações escolares.
Todos os docentes participaram numa sessão de formação, dada por um Enfermeiro da Linha de atendimento Saúde 24, que explicou tudo o que é necessário saber sobre o serviço e a sua utilização.
Assim, a partir de agora, quando alguma criança manifestar sintomas de doença ou sofrer um acidente (queda, por exemplo) será consultada a linha de atendimento 808 24 24 24, para que um profissional de saúde possa aconselhar sobre o melhor encaminhamento a dar ao caso.
Se necessário depois serão contactados os pais /EE, caso seja preciso acompanhar a criança ao Centro de Saúde ou Hospital, ou qualquer outro procedimento que implique a saída da criança do espaço escolar.
Reafirmou-se ainda a indisponibilidade para dar medicação às crianças na escola, caso esta não seja acompanhada da respetiva receita médica (cópia) com indicação da posologia e horário.

Foi também distribuído o Pequeno Livro Saúde 24, que contém conselhos de saúde e autocolantes com este importante número de contacto em caso de necessidade, o qual todas as crianças levaram já para suas casas.
Aqui fica também, para quem ainda não conhece:





sábado, 14 de abril de 2012

Considerações sobre avaliação e autoavaliação no pré-escolar

A avaliação no pré-escolar é uma realidade relativamente recente (mais para uns do que para outros...) e que envolve uma grande complexidade. 
Na verdade, a ausência de um "programa" definido pela tutela, coloca aos educadores de infância o desafio de serem, eles próprios (em função da realidade onde leccionam) os construtores e gestores do currículo que vão implementar com determinado grupo de crianças: daí a elaboração do Projeto Curricular de Grupo (PCG), documento que é normalmente apresentado aos pais e encarregados de educação no início do ano letivo.
Assim, o processo de avaliação das crianças do pré-escolar é, também, necessariamente diferente do implementado em outros níveis de ensino, ou seja, é mais uma das especificidades da educação de infância e envolve a observação regular e periódica da criança, numa grande variedade de circunstâncias representativas do seu comportamento ao longo do tempo, assentando em algumas linhas diretrizes que devem estar em consonância com a metodologia utilizada. Estas são as que estruturam a avaliação das crianças da Sala Fixe:
  • A avaliação é  o suporte do desenvolvimento e da aprendizagem da criança;
  • Assenta em realizações reais e não em situações artificiais, criadas com o intuito de serem objeto de avaliação;
  • Utiliza diversos instrumentos e processos, nos quais se podem incluir coleções de trabalhos representativos e registos de observações / conversas com as crianças;
  • Reconhece a diversidade individual da aprendizagem, tendo em conta as diferenças de estilos e ritmos de aprendizagem e a teoria das inteligências múltiplas de Howard Gardner;
  • Demonstra os aspetos positivos e os progressos das crianças, sem esconder as suas dificuldades;
  • Constitui-se como ponto de partida para ajustamentos ao currículo ou para a implementação de procedimentos mais individualizados;
  • É feita com periodicidade, constituindo-se como um processo regular de partilha de informações entre educadores e pais, sobre o desenvolvimento e realizações das crianças. (In: PCG, 2011-2012)
Partindo de uma imagem da criança como ativa e competente, considero importante que, desde cedo, esta se habitue a tomar parte ativa em todas as coisas que dizem respeito ao seu processo de desenvolvimento e aprendizagem. 
Por isso, apesar de ainda pequenas, porque não ouvir as crianças relativamente ao que pensam sobre o seu desempenho e crescimento ao longo do tempo? É o que tenho procurado fazer, embora de forma diferenciada nos três momentos de avaliação que temos ao longo do ano letivo. Assim, no primeiro período as crianças foram chamadas a uma conversa em torno do seu Portefólio, sendo que ia registando as suas palavras acerca do que observava, bem como a sua opinião. Desta vez optou-se por um formato diferente, diferenciado para médios e pequenos: uma ficha de autoavaliação construída pela educadora em função do trabalho desenvolvido e dos conteúdos abordados ao longo do período.

E esta postagem serve para dar os parabéns a todos os fixes, médios e pequenos, que colaboraram neste ambicioso empreendimento de, em apenas 4 dias, conseguirmos (para além de todas as atividades de rotina que preenchem os nossos dias) completar com sucesso a autoavaliação!
E que bem se saíram... quase todos foram capazes de demonstrar um olhar crítico sobre aquilo que fazem e sobre a forma como o fazem!
Também foi gratificante observar, nesta conversa individual (uma oportunidade excelente, mas nem sempre possível no decorrer do dia a dia na sala) que muitos conceitos importantes estão já integrados pela grande maioria das crianças do grupo: cor, forma, esquema corporal, sentido de número, identificação/escrita do próprio nome, reconhecimento de letras/algarismos...

O mais admirável nestas experiências é a constatação de que todas as crianças, mesmo as mais novas, são capazes de fazer autoavaliações  plenas de justiça e correção, muitas vezes mais precisas do que as que fazem os adultos. Revelam uma autoconsciência crescente das suas atitudes, do seu empenho na realização de tarefas, parte de um amadurecimento natural (à medida de cada faixa etária), que vai ganhando consistência.
Por isso acredito cada vez mais que a autoavaliação pode ser uma estratégia de sucesso na educação de cidadãos conscientes do seu papel na construção de uma sociedade mais solidária, responsável e humana.
Desta vez não há fotos... pois a essência do momento esteve na partilha mais intima entre criança/educadora. 
Os resultados estão nos Portefólios de cada um, que ontem todos levaram para casa.
Pais, aproveitem e admirem-se com aquilo que os vossos filhos são capazes!

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Cromatografia

Uma palavra difícil de dizer, mas que foi simples de realizar!
Trata-se de um processo de separação de misturas (neste caso misturas de cores) e foi concretizado através de uma experiência. Precisamos de:
Como fizemos:
Fizemos 4 pintas de tinta com os marcadores (cores secundárias)
Cobrimos o fundo do copo com água
E, depois de registarmos as nossas estimativas sobre o que iria acontecer,
colocamos o filtro do café no copo, sem que a água tocasse as pintas.
 As nossas previsões foram acertadas, pois as tintas começaram a espalhar-se
E surgiram cores novas! Estavam escondidas dentro das outras!
 Resolvemos repetir, desta vez com 4 cores diferentes (as primárias mais o preto)
 Também começaram logo a espalhar-se no filtro molhado...
Mas só no preto surgiram novas cores, pois as outras 3 eram cores primárias,
ou seja, não nascem da mistura de outras cores!

Depois passamos ao registo, a professora já tinha registado as hipóteses de cada um e depois registou as conclusões. Faltava só representar pelo desenho o que aprendemos e, para além dos meninos médios, vários pequenos aderiram também... ora vejam:

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Estão quase a acabar...

Poucas famílias faltam, para terminar o projeto "Árvores de Palavras, Chapéus de Ideias e Xailes de Afetos", mas esta semana já chegaram mais dois chapéus!
O chapéu de ideias da Anita, dedicado ao livro "Surpresa, surpresa", trouxe-nos mesmo uma grande surpresa: o seu cheirinho! 
Cheira muito bem, pois as suas flores são feitas de sabonete, uma arte que a sua mãe domina como poucos. Se quiserem espreitar o seu trabalho, cliquem aqui.
E este é o chapéu de ideias da Leonor, dedicado ao mesmo livro. Uma interpretação diferente, muito multicor, tal como ela ;) Sim, a Leonor foi a autora da nossa técnica multicor, onde usa muito as cores que o chapéu exibe!
Estão todas de parabéns estas famílias, não acham?

Parabéns Mateus

Foi no passado Sábado que o Mateus completou 4 anos (é o primeiro pequeno a passar a médio...) mas só ontem comemoramos o seu aniversário na escola. 
Aqui fica o registo fotográfico para recordação:
E ele estava muito satisfeito por ter um bolo do Noddy!

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Descobrindo e criando

Voltamos à escola, conversamos sobre as férias e a Páscoa e depois não perdemos tempo... deitamos mãos à obra, com novidades na área do recorte e colagem!
Entre os vários materiais que estão disponíveis na área, as revistas foram dar uma voltinha e agora vamos experimentar usar em sua substituição papel de jornal, papeis coloridos com formas e os novos furadores de figuras para criar e inventar... 

 
A animação esteve garantida e a área foi muito procurada. Os resultados (alguns) aqui ficam:



 

Depois de experimentarmos o papel de jornal, quisemos pintar algumas das suas imagens a preto e branco... só para ficarem mais bonitas!
 E ficaram mesmo, embora algumas ainda não estejam totalmente prontas.
Começamos bem animados este 3º período...

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos