Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

2013

Que o Novo Ano possa trazer:

4 estações de paz e serenidade,
12 meses de harmonia e união,
52 semanas de amor e amizade,
365 dias de saúde e bem-estar,
8760 horas de trabalho e prosperidade,
525600 minutos de satisfação e alegria,
31536000 segundos de otimismo e esperança.

 E, já agora, que traga também,
                                                           motivos para sorrir!
                                                              Pelo menos... ;-)

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Boas Festas!

A todos os "fixes", seus familiares e restantes amigos e visitantes do Bloguefólio, 
votos sinceros de um


quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Plano de Trabalho de grupo/turma

Tal como prometido na reunião realizada no início do mês, aqui fica a partilha do instrumento de gestão curricular deste grupo de crianças, para que todos os pais e encarregados de educação possam tomar conhecimento.
Como se informou na altura, neste Agrupamento deixou de existir o habitual Projeto Curricular de Grupo, tendo sido substituído pelo Plano de Trabalho de Turma (PTT):

Aqui se divulga não a versão integral do documento, mas uma adaptada, sendo que alguns anexos não foram incluídos.
Espero que esta partilha possa servir para que conheçam melhor a fundamentação do trabalho a realizar com o grupo e cada uma das crianças, com vista à prossecução dos objetivos delineados.

9 e 7... e uma surpresa!

... estes foram os "fixes" presentes nos dois dias que o calendário escolar impôs aos jardins de infância e quase todos inscritos na componente de apoio às famílias (prolongamento de horário). 
Mas enfim, cá estivemos todos juntos, com a Sala dos Amigos, onde também havia poucas crianças. Aí passamos a segunda-feira e a terça foi na Sala Fixe! 
Não há imagens desses momentos de brincadeira, porque as professoras estiveram ocupadas a organizar os nossos portefólios, para que os possamos levar para casa com as avaliações deste período.
Mas esta foi uma forma diferente de vivermos estes dois dias, experimentando outros espaços, outros materiais e até outros amigos. 
E ainda recebemos uma surpresa, que chegou pelo correio!
Um grande envelope, com uma carta de Natal dos amiguinhos da Sala dos Piratas, da educadora Ana Santos, lá em Torres Novas, que simpaticamente nos enviaram os seus votos de Boas Festas e algumas surpresas.
Fomos ver ao mapa onde ficava Torres Novas e alguns meninos disseram que era muito longe, era preciso andar muito de carro... como quando se vai a Fátima! ;-)
Aqui deixamos o nosso agradecimento e, quando regressarmos à sala no novo ano 2013, iremos responder-vos.

sábado, 15 de dezembro de 2012

Prendas, prendinhas...

Estas são surpresas que preparamos para as nossas famílias ao longo das últimas semanas...
Foram feitas assim:
... mesmo ao gosto de cada um, estes enfeites natalícios feitos com espátulas de madeira, nas formas escolhidas (pinheiro, casa do presépio ou estrela); são uma espécie de molduras com as nossas fotos, usando adereços divertidos de Natal (hastes de rena, aquecedores de orelhas ou barretes de Pai Natal!)... 
Pequenas lembranças do Natal 2012 na Sala Fixe,  para guardar e recordar!
Depois de embaladas em papel celofane, ficaram prontinhas para levar para casa...
Parece que todas as famílias gostaram... e que já estão penduradas em vários pinheiros!

Com elas vão os desejos de todos nós, de um Natal bem aconchegante no calor das famílias, temperado com a alegria da união, a serenidade da saúde e o entusiasmo da troca de mimos e presentes.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Dia 10, para terminar...

Passou a festa e chegamos, enfim, ao último dia a sério na contagem até ao Natal... os restantes serão um pouco diferentes, pois muitos meninos já não vêm ao jardim quando os seus irmãos estão de férias e, entretanto, inicia-se a interrupção letiva.
Chegamos à sala e, logo que vimos a professora dissemos-lhe: 
- Tu partiste o aviãozinho! Deixaste-o cair...
;-)
E, por isso, começamos o dia abrindo o Bloguefólio e vendo os filmes da nossa festa...
Depois abrimos o envelope cheio de Natal com a mola número 14, correspondente ao dia 14 de dezembro, que era o envelope da Beatriz. Estava decorado com desenhos feitos pela prima e lá dentro tinha...
... uma barrinha de chocolate e um livro, com uma história já conhecida de todos: o Capuchinho Vermelho. Mas não nos fizemos rogados e aproveitamos a oportunidade para contar nós próprios essa história!

Reparamos também que o nosso Calendário do Advento não terminou... 4 envelopes estão ainda cheios de Natal e prontinhos para abrir... mas alguns meninos hoje não vieram porque estavam cansados da festa e também porque o tempo estava muito mau pela manhã...
Então combinamos que quando regressarmos, em janeiro, já no ano novo 2013, iríamos abrir os envelopes que faltam... e também fazer o boneco de neve e os biscoitos que não tivemos tempo de fazer!

Foi também dia de encerrar o "Calendário das Barbas", um calendário do advento individual que fizemos este ano pela primeira vez... em cada dia, cada um de nós cortava mais uma barbinha ao seu Pai Natal. Hoje cortamos a que tinha o número 14, que era a última. Terminamos enrolando todas as barbinhas, até o Pai Natal ficar assim giro:
E muitos se lhe juntaram no estendal da sala...
Fomos almoçar para a cantina, onde estava já acesa a nossa nova salamandra:
Que bom o quentinho, com tanta chuva a cair lá fora...
Mas o perú e as rabanadas também estavam bons!

O dia terminou de forma inesperada: a Lídia encontrou no pátio um saco vermelho com um recado e trouxe para vermos. Dizia assim: 
"Não entrei porque estava muito barulho, Pai Natal"
Oh! Todos ficaram muito desapontados, pois estavam à espera que ele viesse à escola, como é habitual. Foi então que se ouviu um barulho, pareciam sininhos a tocar...
- É o trenó!
- E agora, onde vai estacionar? Está tudo cheio de água no recreio...
O Santiago começou a ouvir falar e disse que a voz vinha do saco das prendas:
- A sério! O saco é mágico! E disse que o Pai Natal só vem se estivermos todos caladinhos!
Apagamos a luz, deitamo-nos no chão e calamos a boquinha, à espreita do que iria acontecer.
E foi então que bateram à porta: truz, truz.
Era mesmo o Pai Natal!
Vinha buscar o saco das prendas, porque os meninos estavam a portar-se um bocadinho mal, mas depois todos prometeram que iriam portar-se melhor (a excitação das festas que tem destes efeitos...) e ele resolveu entregar os presentes que trazia no saco.
Eram livros! Que belas prendas... 
(Nada disto foi fotografado, pois foi totalmente inesperado/improvisado)

No final do dia ainda fizemos um desenho com o Pai Natal e a escrevemos a nossa promessa... só para ficar registado e não esquecer. Aqui estão:
Afinal... não se devem quebrar promessas feitas ao Pai Natal, nem a mais ninguém...

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

E hoje foi dia de festa...

Foi ao final da tarde que a comunidade escolar de Vila Franca se reuniu para a habitual festa de Natal, sempre muito bem organizada pela Associação de Pais (AP).
Abrimos com a canção "Natal de Amigos", por todos os meninos do Jardim:

Seguiram-se as atuações de todos os meninos e meninas da EB1/JI, com a colaboração dos professores de Inglês e Música da Componente de Apoio às Famílias (Prolongamento de horário) e das Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC's).

E então... bom, e então veio a surpresa: lançado o desafio pela AP, os professores não se fizeram rogados e apresentaram uma dramatização da história "A prenda de Natal", com a colaboração de dois elementos da AP, que muito agradecemos ;-)
E como as imagens valem mais do que mil palavras... aqui fica um bocadinho para quem não pode assistir (as gargalhadas estão na origem das oscilações do video)
Para terminar as atuações chegou um mágico bastante divertido que fez as delícias de miúdos e graúdos!
E o mais desejado, veio bem acompanhado... primeiro entraram as duendes, ao som do hip-hop!
Que puseram todos a dançar!

Até o Pai Natal entrou a dançar hip-hop...
E distribuiu presentes a todas as crianças!

 Foi uma festa muito participada e bonita a nossa festa de Natal!

Na "onda" no Natal... veio um barco amarelo!

A história do barquinho amarelo, dramatizada pelas meninas da Biblioteca Municipal, foi um dos acontecimentos do dia de hoje. Sempre muito divertidas, as três deliciaram-nos a todos com mais um teatro cheio de momentos engraçados, mas também um pouco assustadores para alguns...
Todos muito atentos...
O mar, areia e um barquinho...
 O pior foi quando a "água" começou a agitar-se... ;-)
 Quem fazia tanta ondulação?
 Era a tartaruga, que nos veio ensinar que não se deita lixo no mar!
Já sabíamos que não se deita lixo no mar, nem na areia, nem em lugar nenhum que não seja os caixotes de lixo ou os ecopontos e compostores... mas foi bom recordar desta forma divertida!
Se quiserem ver mais dramatizações feitas por esta equipa, é só ir à Biblioteca Municipal de Viana do castelo, aos sábados, às 10h30m e às 15h... a entrada é livre e há sempre novas histórias para conhecer!

Dia 9

O envelope cheio de Natal que abriu o nosso dia de hoje foi o da Leonor, situado na mola 13...
Mas não deu azar, antes pelo contrário: então não é que ela hoje veio para a escola com uma coroa entrançada que mais parecia uma Fada do Natal... e que a Mariana, mesmo a propósito, trouxe um livro de fadas que falava da fada Leonor? Que bela coincidência...
Abrimos o envelope decorado com bolas de Natal em feltro e cartolina e de lá de dentro saltou  uma barrinha de chocolate e também uma folha de papel amarela... o que seria?
Era um bonito texto, de Maria Cecília Correia, que nos ensinou o que estavam a fazer no presépio a vaca e o burrinho! 
- Mas eu ouvi um padre que diz que eles não podem estar no presépio!
(Como estão atentos ao que os rodeia estes meninos!)
É, alguns de nós ouviram essa notícia, mas agora estávamos a conversar acerca deste texto, onde eles estão presentes...
Ficamos a saber o que é o bafo quente, é o vapor que sai da nossa boca e que, por vezes, serve para aquecermos as mãos! Foi com o bafo quente da vaca e do burrinho que o Menino Jesus aqueceu, porque naquele tempo não havia aquecedores...
Obrigada á família da Leonor!

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Um problema bicudo... e quadrado!

Hoje tiramos um bocadinho da manhã para exercitar a cabecinha, sem ter nada a ver com o Natal... temos tido tanto o que fazer, que tiramos uma folguinha do Natal ;-)

A situação-problema que resolvemos incluía o seguinte material: 
2 quadrados grandes, 2 quadrados pequenos e 2 triângulos grandes de cada cor e eram 3 as cores propostas: vermelho, laranja e azul.
O que poderemos fazer com isto?
- Casas!
Muito bem, mas vão ser casas especiais... têm que seguir regras na sua construção:
- Todas as casas têm que ser diferentes;
- Todas as casas têm que ter 3 peças, todas elas de cores diferentes.
Quantas casas conseguiremos construir desta maneira?
Ao redor da mesa grande, 18 cabeças pensantes foram rodando e construindo a sua casa, logo à primeira, ou por tentativa e erro...
Conseguimos formar 6 casas, todas elas diferentes e todas elas com 3 peças de cores diferentes, conforme ditavam as regras!
Depois passamos à fase de concretização individual, onde os finalistas tiveram que selecionar o material que precisavam: 2 quadrados grandes de 3 cores; depois, com um quadrado, dobrar a meio e fazer 2 triângulos de cada cor; de seguida, dobrar em 4 e fazer as 2 portas necessárias de cada cor.
Finalmente fazer a montagem das 6 casas diferentes e colá-las nas  folhas de cartolina:
Foi uma trabalheira... mas fez-nos puxar bastante pela nossa cabecinha e isso é muito importante e faz falta!
Olhem só o nosso estendal repleto de casas coloridas!
Porque a matemática pode e deve ser envolvente, desafiadora e divertida!

Dia 8

Abrimos hoje o envelope com a mola número 12 e reparamos que hoje a data do dia era engraçada:
Quando voltar a acontecer (em 12-12-3012) já não estaremos cá!
Abrimos o envelope cheio de Natal da Mariana, que vinha bem recheado, gordinho e pesado... ao original foi acrescentado outro, em cartolina vermelha, para caberem mais coisas! Para além disso estava muito bem decorado, obrigada à família da Mariana...
Vinha então carregadinho com 27 chocolates (- estes sobram, professora, mas não dá para dar 2, pois não?), a barrinha do costume e um livro de Natal com puzzles.
Exploramos o livro, que seguiu para a nossa biblioteca e a Mariana distribuiu os chocolates. os que sobraram de hoje, juntaram-se aos de ontem... quem sabe assim acabam por chegar?

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Dia 7

Dia de abrir o envelope com a mola nº 11, da Anita. 
Veio todo desenhado por ela e atrás trazia uma etiqueta com um lacinho. 
Vimos que estava "gordo" e um bocadinho pesado... o que traria? 
Abrimo-lo com cuidado, pois estava muito bem coladinho...
- Até parece que foi colado com cola quente! - disse alguém, já habituado a usar esse recurso em diversos trabalhos que temos feito (mas só com supervisão do adulto).
Para além da  barrinha do costume, uma caixinha de bombons de chocolate e miniaturas natalícias, muito cheirosas... pois, eram feitas em sabonete!
Mais uma vez tivemos que fazer contagens, para verificar se chegavam para todos, ou se sobravam... vimos que sobravam, pois havia 30 chocolates e 27 figuras e nós só somos 18. Então o Tiago A. perguntou:
- E não chegam para dar 2 a cada um?
Aí as contas complicaram-se, pois os números começaram a ficar maiores. 
Para dar 2 a cada um teríamos que ter 18 + 18, e isso dá 36.
Também já sabemos que 27 e 30 é menos do que 36. 
Conclusão: não tínhamos figuras, nem chocolates, em número suficiente para dar 2 a cada criança da sala.
Estes envelopes cheios de Natal, afinal, vêm também cheios de matemática!

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Dia 6 - 3 em 1

Hoje foi dia de 3 em 1... 2 envelopes cheios de Natal do fim de semana, mais 1 de hoje, tínhamos que abrir 3!
O primeiro foi o do Rodrigo B., todo muito bem decorado com colagens. 
Lá dentro tinha o tal chocolate, 20 rebuçados (contamos e vimos que era 1 para cada um de nós e sobravam 2: um para a Juca e outro para a Lídia!) e ainda um texto informativo sobre o Natal, dirigido a todos nós e uma proposta de trabalho: montar um anjinho, como o que anunciou o nascimento de Jesus!
E foi isso mesmo que começamos a fazer, logo depois do lanche. Cada um decorou, recortou e montou o seu anjinho para levar para casa. Ficaram muito bonitos, obrigada à família do Rodrigo B.!
E vieram mesmo a propósito da história que conhecemos hoje, do livro "A voz do coração" de Rosa Lobato de Faria, "A estrela da manhã" (resumo aqui)...
Tão linda! Falava do tempo em que não era o Pai Natal e os duendes quem se encarregava das prendas das crianças, mas sim o Menino Jesus e os seus anjinhos...

O segundo foi o envelope do Rafael, que ele e a mãe decoraram com desenhos:
Trazia o tal do chocolate ;-) que tem feito sucesso, e quatro folhas: uma receita de filhós, a canção "Noite Feliz", uma poesia e várias adivinhas de Natal, entre as quais esta:
Sou um pai muito feliz
Que traz ao lar muita alegria...
Ando sempre lá por fora,
Só venho a casa num dia...
Quem será?
;-)
E a poesia, de Galhos, Montalegre,  era assim:
São  José e mais Maria
Iam ambos de jornada
São José andava muito 
E Maria ia cansada...
Viram ao longe uma casa,
Foram lá pedir pousada,
Chamaram pela patroa
E respondeu a criada´:
É um homem e sua mulher
Que vêm pedir pousada
Trazem um filho nos braços,
Que nasceu de madrugada!
Bonita, não é? Obrigada à família do Rafael.

Já de tarde, abrimos o terceiro envelope do dia, o do Santiago, decorado como se fosse um presente. Lá dentro tinha, além do chocolate (que foi logo saboreado) uma proposta de origami, para fazer um pinheirinho com dobragem. Hoje não tivemos tempo... o Natal dá muito o que fazer!
Mas obrigada à família do Santiago pela colaboração!

sábado, 8 de dezembro de 2012

Assembleia de Escola nº 2

Por isso foi um dia tão preenchido... de manhã o "Conta a Canção" e de tarde a assembleia.
Depois de apresentadas as notícias pelos presidentes de cada sala (a nossa foi sobre o Painel de Natal que estamos ainda a elaborar, com o Calendário do Advento, a chaminé, o Pai Natal e o boneco de neve), constatamos as obras que, finalmente, estão a acontecer na nossa escola e vimos um filme no Youtube "A pequena vendedora de fósforos":
Foi uma oportunidade para falar do Natal e dos valores. 
Esta história não tem um final feliz, pois a menina morre no fim, mas poderia ter... que outro final poderíamos dar à história?
- Podia ser diferente se ela conseguisse vender os fósforos, ia para casa, porque assim o pai já não lhe ralhava e não morria de frio e de fome...
- Também podia ser diferente se as pessoas a ajudassem...
- Se lhe dessem dinheiro...
- Até podiam levá-la para casa, para passar o Natal em família e assim ela já não tinha morrido.

Mas, como a solidariedade não se ensina, pratica-se, estamos a colocá-la em prática através do Projeto Solidari(us) do nosso Agrupamento, com recolha de bens como alimentos, roupas e brinquedos!

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

E de hoje não passou mesmo!

Hoje foi assim...
video
Pela amostra podem ver um pouquinho do que foi a animação durante a atividade "Conta a canção" que hoje reuniu todos na sala de TIC.
A visita da Srª Albertina Fernandes, autora das 11 histórias do livro e do seu filho Sr. Miguel Fernandes, compositor e cantor, promovendo o livro + CD com o mesmo nome, foi mesmo muito animada!


Terminamos dançando uma música parecida com o "Vira"... primeiro só os "rancheiros", mas depois todos se lhes juntaram! Afinal, estamos em Vila Franca... ;-)


Se quiserem dar continuidade a esta festa, é só irem amanhã, às 21h30m à SIRD, em Darque, onde poderão assistir ao espetáculo completo, com a participação de todos os que hoje "ensaiaram" (as crianças a partir dos 4 anos pagam 1,5 euros e os adultos 3 euros), pois poderemos subir ao palco e participar ativamente no espetáculo!

Dia 5

Foi um dia muito preenchido, por isso só abrimos de tarde o envelope cheio de Natal do Mateus, posicionado no dia 7.
Muito bem decorado com colagem e tinta em relevo, tinha lá dentro mais um chocolatinho (que ele comeu mesmo antes de se tirar a foto ;) e 3 quadradinhos de papel com 3 singelas mas bonitas poesias que a irmã escreveu. Muito obrigada à família do Mateus!

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos