Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

"Viagens literárias" - capítulo I

Numa das nossas muitas conversas veio à baila o castelo de Viana, que muitos de nós já conhecem. A esse propósito (e após pedido insistente do Rodrigo B.) hoje conhecemos a Lenda de Viana do Castelo, da qual existem diversas versões, mas só uma conseguimos encontrar em livro. Trata-se de "ViAna - a história de Viana do Castelo em Banda Desenhada" (BD), de Inês Madeira, a autora que veio à nossa escola apresentá-lo em 2009.
A lenda é-nos contada por duas simpáticas gaivotas, a Lara e o Afonso e é muito pequenina,  encontra-se apenas em duas páginas...
Existem várias versões da lenda e enquanto esta fala numa rapariga e num rapaz, outras falam numa princesa e num príncipe... mas todas concordam em atribuir o nome da cidade ao apaixonado que, quando via a sua amada, repetia sempre "Eu vi Ana do Castelo!"

Não podíamos deixar passar esta oportunidade de fazer um registo em BD... foi o que dois de nós fizeram, com muita atenção e cuidado:

Três escolheram a pintura (mas dois deles olharam demais para a folha um do outro ;-)


Os restantes optaram por desenhos, bem coloridos e ricos em pormenores: 







Todos conseguimos reproduzir o essencial desta lenda... mas ainda restava uma dúvida: como é que o rapaz/príncipe conseguia ver a rapariga/princesa do outro lado do rio?
Esta questão, associada ao conhecimento que alguns têm de "Art Attack"(programa de TV sobre trabalhos manuais) e experiência em projetos, começou a dar origem a uma maqueta, de que depois daremos mais notícias...

Nota: Este trabalho integra-se no projeto "Viagens literárias" (com o Google Earth - Lendas Georeferenciadas) da iniciativa da professora Teresa Pombo.

(Não sei porquê, mas o blogger não deixou justificar este texto :-(


2 comentários:

Anabela Santos disse...

Que bem que contam a lenda na vossa banda desenhada!
Os desenhos e as pinturas também estão muito bonitos.
A lenda de ViAna fez-me lembrar a de Odivelas. São bem giras estas histórias da nossa tradição oral.
Bom trabalho

Prof. Anabela

Marli Fiorentin disse...

Estou visitando agora o blog e vejo que o projeto Viagens Literárias, que inaugurei com a lenda Negrinho do Pastoreio, está tendo sua participação. Pena que aqui no Brasil o ano letivo encerrou, senão poderíamos ter feito intercâmbio entre as turmas. Abraço!

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos