Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

domingo, 17 de novembro de 2013

"Anda tirar uma foto!" - mais sobre documentação

Vamos subindo os degraus do nosso desenvolvimento em cada dia, passo a passo... e esse é um processo que importa documentar "porque só há uma infância" para cada um de nós!
A nossa professora já o faz todos os dias e nós estamos a aprender com ela, de tal forma que, atualmente, quando conseguimos algo que consideramos importante, diferente, especial, algo que resultou do nosso esforço e/ou de trabalho colaborativo entre pares, pedimos para registar: - Anda tirar uma foto!
(E ninguém desarma, ninguém desmonta, ninguém arruma, enquanto a foto não é tirada!)

Como devem imaginar, nesta altura do ano letivo já foram tiradas muuuitas fotos... é a documentação das nossas conquistas, através de imagens ou vídeos, feita a nosso pedido.

Segundo Mendonça (2009) "O ato de documentar é fundamental para tornar os processos vivenciados na escola conhecidos, compreendidos e problematizados em sua essência (...). Na educação, e mais especialmente na Educação Infantil, o termo documentação pedagógica foi inserido para identificar uma prática docente que possibilita dar visibilidade a várias formas de compreender a criança, as suas realizações e os processos de aprendizagem que ocorrem durante o trabalho educativo. A documentação compõe-se não somente do ato de observar e registar, mas, também, dos atos de analisar e refletir, compartilhar interpretações para, pelo contemplar o passado, compreender o presente e projetar o futuro do trabalho educativo.

Hoje deixamos aqui algumas dessas imagens, para o nosso álbum de recordações:
video
Preencher um quadro de entrada dupla (Mapa de Presenças) é um grande desafio para os mais pequenos, que vão conseguindo superá-lo, cada vez melhor, a cada dia que passa!
 Construções individuais ou a pares, grandes e pequenas conquistas 
com diversos materiais e de acordo com a idade de cada um
Meninos em meninas em atividade lúdica e trabalho colaborativo espontâneo:
um fator comum a quase todas as imagens: os sorrisos nos rostos :-D
Sucessos na expressão plástica, como a figura humana e outras formas
que surgem na modelagem de plasticina e são grandes motivos de orgulho!
O início da representação do esquema corporal que começa a surgir nas pinturas e nos desenhos. A evolução do nosso mais pequenino, que começou a fazer colagens... e a gostar!

Porque "brincar é a mais elevada forma de pesquisa", já dizia Albert Einstein, assim vamos brincando e aprendendo... subindo os degraus do nosso desenvolvimento sem pressas, um dia de cada vez e procurando documentar todo o processo.

"A prática de documentar os processos pedagógicos pode servir a diversas finalidades. De acordo com Edwards, Gandini e Forman (1999) enquanto decorrência desse processo é possível:
  • Dar visibilidade, para os pais, do quanto, do que e do como os seus filhos estão aprendendo e se desenvolvendo.
  • Permitir às crianças revisitar as suas experiências, olhando o que fizeram e ouvindo o que disseram. Como decorrência, elas podem reconstituir e reinterpretar suas aprendizagens e vivências, agora de modo mais profundo, tornando-as como ponto de partida para os próximos passos na aprendizagem.
  • Assegurar que o grupo de crianças, e cada criança individualmente, possa se observar de um ponto de vista exterior enquanto está aprendendo, de modo a perceberem o quanto suas realizações são significativas estando delas conscientes e fazendo que outros também o estejam.
  • Permitir que os educadores se constituam pesquisadores de suas práticas, relembrando-as, apropriando-se delas e desvelando-as, de maneira que possam reconstruir-se em seus conhecimentos e práticas, enquanto acompanham a caminhada do aprendizado de seus alunos.

Passado – registado, documentado, refletido – a fim de elucidar o presente e fornecer indicadores para pensar e compor o futuro" Mendonça, 2009 (tese de doutoramento)

Os dois primeiros itens podem ser concretizados através deste portefólio de grupo: 
  1. o primeiro, pela consulta dos pais, na procura de informação sobre o que a criança faz no jardim de infância; 
  2. o segundo, pela visita ao Bloguefólio realizada por pais e filhos em simultâneo, momentos de partilha que podem ser muito relevantes para ambos, por proporcionarem uma revisitação da experiência, por parte das crianças, o que ativa a sua capacidade de memorização e lhes permite tomar consciência da importância que os pais estão a dar ao seu processo educativo.
E isso é muito importante!

2 comentários:

Anónimo disse...

Como pais e cidadãos agradecemos-lhe todo o tempo, esforço e dedicação com que investe e atua na sua prática pedagógica. Os frutos, esses são visíveis nos rostos das crianças que acompanha.

Obrigada e continue com o mesmo entusiasmo e dedicação!

Pais do Duarte

Rosa Alves disse...

Como dizes "Só há uma infância, e é preciso documentá-la". Vocês fazem-no tão bem. Parabéns.
Beijinhos Triquiteiros

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos