Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Matematicando a brincar... aprendemos a contar

Hoje matematicamos logo pela manhã... ainda em torno da PRÉ História "Macacos de imitação", a situação-problema colocava algumas questões matemáticas com macacos e chapéus, as quais concretizamos com recurso à manipulação de tampinhas e algarismos.

Esta brincadeira matemática, desenvolvida de forma lúdica, deu para observar que alguns de nós já são capazes de dominar conceitos relativos ao sentido de número, como associar o número à quantidade, identificar e nomear algarismos, fazer contagens e até operações simples com algarismos até 10, para além de identificar:
Vamos dar a cada macaco (eram 5) 1 chapéu, 
de modo a que não sobre nenhum chapéu dessa cor. 
Missão cumprida, utilizando os chapéus de cor amarela
(os únicos que existiam na mesma quantidade que os macacos, 5)
E se déssemos antes 2 chapéus a cada macaco?
Que cor poderíamos usar?
Usamos a cor azul, pois eram 10 os chapéus dessa cor: 5 + 5 são 10!
Dentro da mala do vendedor havia estes chapéus...
Quantas cores de chapéus havia?
Quantos chapéus de cada cor? Qual a cor de que há mais? E menos?
Se o vendedor tivesse todos estes chapéus, quantos teria?
Para ser mais fácil contar, a estratégia escolhida pela A. foi agrupá-los por cores...
Primeiro fez um longo comboio de tampinhas...
Depois foi só contar tudo seguido: até 29!

No momento da representação gráfica, usaram-se estratégias diversas... 

Os nossos registos ficaram também bem diferentes (desenho e descrição):





Assim começamos a tornar mais familiares estes conceitos matemáticos, a prestar mais atenção aos números que nos rodeiam e também a distinguir números de letras!

Já sabemos que as letras se usam para escrever palavras e os números para escrever a data e fazer contas, mas às vezes confundimos uns e outros... como é o caso do O (ó) e do 0 (zero).

"As crianças vão espontaneamente construindo noções matemáticas a partir das vivências do dia a dia. O papel da matemática na estruturação do pensamento, as suas funções na vida corrente e a sua importância para aprendizagens futuras, determina a atenção que lhe deve ser dada na educação pré-escolar, cujo quotidiano oferece múltiplas possibilidades de aprendizagem" (OCEPE, p.73). 

E como são importantes estas experiências lúdico matemáticas para o futuro de cada uma das crianças:
"As primeiras experiências matemáticas das crianças são muito importantes nas atitudes e conceções que formam relativamente a esta ciência. 
Se estas experiências forem significativas, então as crianças desenvolvem atitudes, valores e conceções favoráveis e tornam-se confiantes, autónomas e flexíveis na sua aprendizagem matemática. 
Pelo contrário, experiências que não sejam matematicamente significativas, facilitam a conceção de que a aprendizagem da matemática consiste em atividades de memorização sem significado, tornando-se as crianças incapazes de aplicar o seu conhecimento quando se confrontam com situações novas" (Rodrigues, 2010, p.289)

Mas, ao longo do dia, houve outras conquistas importantes, como...
- Ter iniciativa de aprender a escrever o nome e conseguir copiá-lo pelo seu pauzinho!

- Criar um foguetão que vai à lua na área dos projetos!

- Terminar o Quadro de Regras da Sala, onde estas estão separadas em "Devemos" (Siga em frente) e "Não devemos" (STOP!)
Hoje colocamos a última regra que definimos e escrevemos o respetivo texto.
Amanhã será altura de rever/reler para melhor interiorizar o seu conteúdo, para continuarmos a "crescer... por dentro!"

Claro que também houve brincadeiras, cá dentro e no recreio, pois hoje não choveu...

Aproveitamos para informar os pais que esta semana ainda não se iniciou, tal como estava previsto, o Projeto de Expressão Musical / Corporal da Câmara Municipal, mas arrancará na próxima semana.

Sem comentários:

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos