Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

terça-feira, 28 de outubro de 2014

A roda de cores (ou disco de Newton)

Construímos as nossas rodas de cores (Discos de Newton*) usando um CD velho.

Os mais crescidos contornaram e marcaram os 6 pontos. Depois, com a régua, traçaram uma linha que os unisse 2 a 2, dividindo desta forma o círculo em 6 fatias. 
De seguida pintaram uma de cada cor: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul e roxo: 3 cores primárias e 3 secundárias. 
Os mais novos apenas coloriram de acordo com as regras, observando o modelo acima.
Quando ficou pronto, recortaram e colaram num CD, do lado não-brilhante... 
Sim, porque o outro lado, o que brilha, serve também para ver o arco-íris, basta colocá-lo à luz ou ao sol!
Ainda colámos um berlinde por baixo de cada CD. 
Com esta roda de cores fizemos magia... ou, pelo menos, tentámos!

video


Pondo o CD a rodar - como se fosse um pião, só que não tem corda! - dá para ver todas as cores a transformarem-se numa só - mas tem que rodar muito depressa e é difícil!

Com tudo o que temos feito, já aprendemos muitas coisas sobre a luz e as cores:
  • A luz (do sol, das lâmpadas...) é branca, mas podemos dividi-la em várias cores fazendo experiências como a da lanterna com o espelho na água e esta, do CD. Desta forma vemos que todas as luzes juntas fazem o branco.
  • Mas todas as cores (das tintas, por exemplo) juntas fazem o preto.
Então, misturar todas as cores dá branco ou dá preto?
Esta é uma pergunta mesmo difícil...
Aqui podem encontrar a explicação científica, mas a resposta a esta pergunta não é uma só!
Depende se estamos a falar de uma mistura de luzes (coloridas) ou de uma mistura de pigmentos (cores)... resumindo, a explicação mais simples é:
- A adição de todas as luzes dá uma luz branca.
- A adição de todos os pigmentos coloridos dá a cor preta.

* Nota: 
Isaac Newton foi um cientista inglês (1643-1727) que explicou que a luz que consideramos branca é, na verdade, uma luz composta de várias cores. Para comprovar tal facto, decompôs a luz, com a utilização de um prisma triangular de cristal. Através dele passava um feixe de luz que se decompunha nas cores básicas.
Faltava, no entanto, comprovar que a luz branca é proveniente da soma dos espectros luminosos. Foi a partir daí que surgiu o disco de Newton. Ele é pintado com as mesmas cores que compõem o espectro da luz branca. Ao girá-lo com intensidade, a cor branca aparece uniformemente, devido à incidência de luz.

1 comentário:

Anónimo disse...

A ideia foi muito interessante para explorar as cores de arco-íris.
Parabéns!
O Vicente adora rodar a sua"roda das cores" e nós também! :))
bj mãe Vicente.

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos