Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Da arte de Gustavo Rosa... às letras em LEGO

Hoje recebemos visitas... que vêm para ficar por uns tempos e são muito bem vindas!
São duas estagiárias, a Cátia e a Andreia, alunas do 3º ano do Curso de Educação Básica da ESE de Viana do Castelo, que nos farão companhia até perto do Natal, às terças-feiras de manhã. Ei-las, fotografadas pela Luciana :-)

O dia foi dedicado às expressões artísticas: conhecemos um novo artista plástico, de seu nome Gustavo Rosanatural do Brasil. Ele começou a pintar na infância e criou um estilo próprio nas suas obras, bem alegre e colorido, como nós gostamos! Apreciamos algumas das suas obras através desta apresentação:
Depois a professora propôs recriarmos a obra de que mais gostamos, usando técnicas como o desenho, a colagem, a pintura ou a modelagem. Também podíamos usar uma técnica mista, misturando umas com as outras... depois de escolhermos como e o que fazer, deitamos mãos à obra, fazendo a

Houve atenção, concentração, envolvimento, empenho e criatividade, com recurso a materiais diversificados como o papel, a plasticina, tecidos, lãs, lápis e marcadores, tintas e colas...  e os resultados estão à vista!
Alguns de nós ainda não fizeram (nem todos temos o mesmo ritmo de trabalho) amanhã continuamos!

Já de tarde, demos resposta ao jogo que nos chegou via Caixinha das Surpresas: usar Lego para criar as letras do alfabeto! Cada um escolheu uma e vamos lá a puxar pela cabecinha...
Não foi nada fácil! Por isso ainda ainda não conseguimos terminar.
Temos que fazer mais vezes... estas atividades ajudam-nos a apreender melhor a forma das letras (o seu desenho), a memorizar, reconhecer, identificar e nomear, associando-as a palavras significativas, como o nosso nome. 

Se quiserem fazer aí em casa, podem encontrar o jogo para imprimir aqui.
São atividades assim que, a brincar e quase sem darmos por isso, nos estimulam a aprender as letras: elas podem ser escritas num caderno (e há pais preocupados com isso, mas, como conversamos cá na sala, "estão muito enganadinhos, isso não é o mais importante!")

Não se devem construir casas pelo telhado, ou seja, antes de aí chegar (às letras e aos números) há muitas outras coisas importantes para fazer, para experimentar, para aprender: aprender a ser e aprender a estar!
E depois o que vamos fazer para o primeiro ano? 
- Apanhar uma seca porque já sabemos tudo...

Se querem que os vossos filhos aprendam as letras (e alguns já conhecem muitas, porque lhes despertam interesse e porque convivem com a escrita no dia a dia na sala) experimentem, por exemplo, brincar com eles a criar letras com outros materiais: pauzinhos, pedras, botões, plasticina, massa de farinha, tintas... e ajudem-nos a descobrir letras em  todo o lado, no mundo à nossa volta, leiam para eles, acompanhem a leitura com o dedo, para que compreendam que a cada som corresponde uma letra!

O ensino formal da leitura e da escrita deixem-no para quem sabe (os métodos  estão em constante evolução, as crianças já não aprendem como no vosso tempo!
É um recadinho carinhoso, a pensar no bem daqueles que que são mais importantes para nós: os nossos fixes 
;-)

1 comentário:

Amy Wildflower Ramblings disse...

It is so wonderful to see my Lego Cards used around the world!! What beautiful pictures!! Blessings to you and your students!! -Amy

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos