Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Dia 10, para terminar...

Passou a festa e chegamos, enfim, ao último dia a sério na contagem até ao Natal... os restantes serão um pouco diferentes, pois muitos meninos já não vêm ao jardim quando os seus irmãos estão de férias e, entretanto, inicia-se a interrupção letiva.
Chegamos à sala e, logo que vimos a professora dissemos-lhe: 
- Tu partiste o aviãozinho! Deixaste-o cair...
;-)
E, por isso, começamos o dia abrindo o Bloguefólio e vendo os filmes da nossa festa...
Depois abrimos o envelope cheio de Natal com a mola número 14, correspondente ao dia 14 de dezembro, que era o envelope da Beatriz. Estava decorado com desenhos feitos pela prima e lá dentro tinha...
... uma barrinha de chocolate e um livro, com uma história já conhecida de todos: o Capuchinho Vermelho. Mas não nos fizemos rogados e aproveitamos a oportunidade para contar nós próprios essa história!

Reparamos também que o nosso Calendário do Advento não terminou... 4 envelopes estão ainda cheios de Natal e prontinhos para abrir... mas alguns meninos hoje não vieram porque estavam cansados da festa e também porque o tempo estava muito mau pela manhã...
Então combinamos que quando regressarmos, em janeiro, já no ano novo 2013, iríamos abrir os envelopes que faltam... e também fazer o boneco de neve e os biscoitos que não tivemos tempo de fazer!

Foi também dia de encerrar o "Calendário das Barbas", um calendário do advento individual que fizemos este ano pela primeira vez... em cada dia, cada um de nós cortava mais uma barbinha ao seu Pai Natal. Hoje cortamos a que tinha o número 14, que era a última. Terminamos enrolando todas as barbinhas, até o Pai Natal ficar assim giro:
E muitos se lhe juntaram no estendal da sala...
Fomos almoçar para a cantina, onde estava já acesa a nossa nova salamandra:
Que bom o quentinho, com tanta chuva a cair lá fora...
Mas o perú e as rabanadas também estavam bons!

O dia terminou de forma inesperada: a Lídia encontrou no pátio um saco vermelho com um recado e trouxe para vermos. Dizia assim: 
"Não entrei porque estava muito barulho, Pai Natal"
Oh! Todos ficaram muito desapontados, pois estavam à espera que ele viesse à escola, como é habitual. Foi então que se ouviu um barulho, pareciam sininhos a tocar...
- É o trenó!
- E agora, onde vai estacionar? Está tudo cheio de água no recreio...
O Santiago começou a ouvir falar e disse que a voz vinha do saco das prendas:
- A sério! O saco é mágico! E disse que o Pai Natal só vem se estivermos todos caladinhos!
Apagamos a luz, deitamo-nos no chão e calamos a boquinha, à espreita do que iria acontecer.
E foi então que bateram à porta: truz, truz.
Era mesmo o Pai Natal!
Vinha buscar o saco das prendas, porque os meninos estavam a portar-se um bocadinho mal, mas depois todos prometeram que iriam portar-se melhor (a excitação das festas que tem destes efeitos...) e ele resolveu entregar os presentes que trazia no saco.
Eram livros! Que belas prendas... 
(Nada disto foi fotografado, pois foi totalmente inesperado/improvisado)

No final do dia ainda fizemos um desenho com o Pai Natal e a escrevemos a nossa promessa... só para ficar registado e não esquecer. Aqui estão:
Afinal... não se devem quebrar promessas feitas ao Pai Natal, nem a mais ninguém...

2 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Olá é um prazer encontrar seu blog, pois tem um conteúdo muito bom, e posso dizer que aqui se aprende, dou-lhe os parabéns.
Deixo aqui também um desejo de Feliz Natal e um Próspero Ano Novo.
PS. Se seguir meu blog faça-o de forma a que eu possa encontrar o seu blog para segui-lo também.
Que haja paz e saúde no seu lar.
Sou António Batalha.

M. Jesus Sousa (Juca) disse...

Olá António, muito obrigada pela visita e pelo simpático comentário.
Retribuímos os votos de Boas Festas.
Volte sempre!

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos