Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Missão Sorriso em Viana do Castelo

A Missão Sorriso pode chegar ao Hospital de Viana do Castelo!


Votem aqui no projecto da nossa cidade e ajudem toda a População Pediátrica do Alto Minho, isto é, cerca de 44.000 crianças e jovens, que são os utentes do Serviço de Pediatria do Hospital de Santa Luzia.

O objectivo desta missão é remodelar o Serviço de Internamento de Pediatria, de modo a criar condições para que as crianças e adolescentes fiquem internadas por grupos etários, num ambiente mais seguro e confortável. Transformar as enfermarias em quartos com um máximo de duas camas e instalações sanitárias privativas. Climatização de todo o Serviço, melhorando o bem-estar dos doentes, e criando condições mais favoráveis à cura. Criar espaço lúdico para os jovens (até aos 18 anos) internados, independente do dos mais pequenos. 


Esta iniciativa nasceu em 2003 com o patrocínio do Continente como resposta às necessidades dos serviços de pediatria e neonatologia de hospitais em zonas de influência das Lojas Continente. Através da venda de livros, cd's, jogos e outros materiais com a marca deste projecto foram angariados, ao longo dos seus seis anos de existência, mais de três milhões e meio de euros. Este valor foi convertido em materiais médicos, lúdicos ou de apoio aos serviços de pediatria e neonatologia dos hospitais que contam com o apoio da Missão Sorriso.


Em 2008, foram já trinta e um os hospitais que viram novos equipamentos chegar pelas mãos da Leopoldina, mascote desta grande missão do Continente. A Missão Sorriso pretende continuar a ser a referência no apoio à causa ímpar que é a criação de condições para que as crianças em ambiente hospitalar tenham tudo o que necessitam para que possam sorrir!                                                                                                                                       Fonte: http://missaosorriso.continente.pt/historia.php  

sábado, 28 de novembro de 2009

Parabéns a você!

Desta vez foi a Luana a festejada... fez 5 anos no dia 26 e lá reunimos toda a malta da Sala Fixe com a malta da Sala dos Amigos... cantamos os parabéns, como é da praxe, fizemos "Aferriá" e lançamos 5 foguetes ao ar!

Também fizemos um Livro de Aniversário para lhe oferecer, com desenhos bonitos que cada um fez especialmente para ela. Esperamos que tenha gostado dele, pois foi feito com carinho.


É bom partilhar momentos felizes com os amigos!

Conversas da vida e da morte

Após termos assistido à história da "Menina dos Fósforos", actividade que a educadora Milú preparou no âmbito do Dia de Estarmos Juntos sobre a Erradicação da Pobreza, estivemos a conversar sobre o que vimos e aprendemos...
E, apesar desta gente ser pequena, já tem grandes ideias!

Ora leiam o diálogo, que tentei reproduzir da forma o mais fiel possível:

Então quem me quer dizer o que aconteceu à menina no final da história?
- Morreu... - disse o Alexandre.
- E quem morre vai para o buraco da terra e os bichos comem! - comentou muito rapidamente o Rodrigo R.
- Não comem nada! - disse o logo o Rodrigo A., muito admirado.
- Não, as pessoas quando morrem vão para o céu - disse a Ana Maria.
Vamos lá a ver... a menina morreu, não foi? Então em que ficamos?  Ela foi para o céu ou para debaixo da terra?
- Huumm...(momento de reflexão)
- Eu acho que as pessoas quando morrem vão para o céu, como a menina dos fósforos foi com a avó - já não me recordo quem fez este comentário, mas ele surgiu no meio da conversa...
- Não foi nada, era ela a sonhar! - acrescentou o Alexandre.
- Vão para a terra, que eu sei, eu já vi - continuava a insistir o Rodrigo R. - abrem um buraco e depois põem lá o caixão!
Algumas caritas começavam a parecer um pouco assustadas com o rumo que a conversa levava e não havia maneira de as crianças chegarem a acordo sobre uma questão tão complexa...

Então contei-lhes outra história, pedindo emprestada à Luana  uma das luvas que tinha trazido:

Imagem daqui.


Estão a ver esta luva? Ela vai representar o corpo da menina dos fósforos.
Está aqui, quieto, não vive, não respira, não se mexe, não fala...


 Imagem daqui.
Agora olhem para a minha mão. Ela está viva, movimenta-se. Ela vai representar a vida.
Ora quando a menina dos fósforos nasceu, a vida entrou no seu corpo (e a minha mão entrou na luva). 


Imagem daqui.
Ela começou a mexer-se, a chorar, a comer e, mais tarde, a falar, a correr, a brincar...
Mas, neste último dia do ano, em que a menina estava cheia de fome e de frio, a vida deixou o seu corpo (a minha mão saiu de dentro da luva da Luana, deixando-a pousada em cima da mesa).


O que ficou aqui já não serve para nada: não respira, não se movimenta, vai ser enterrado.
Mas a vida (ou a alma, como lhe quiserem chamar) continua, essa "vai para o céu", permanece para sempre!

- Vês, o corpo vai para a terra como eu dizia! - reafirmou o Rodrigo R.
- Mas a pessoa vai para o céu...
- Vai para o Jesus! - disse o Rodrigo A.

Pois é, aqueles de quem nós gostamos muito nunca desaparecem, ficam lá no céu e nos nossos corações!

As carinhas  ansiosas aliviaram a sua expressão e todos pareceram perceber esta tão simples história/explicação.
E, como se pode ver,  nunca é cedo demais para trabalhar questões filosóficas com as crianças, desde que estas venham ao encontro das suas dúvidas.

(Intervalo)

 
Imagem daqui

Um intervalo "forçado", para recuperar de uma cirurgia...

Mas não um intervalo "parado", pois disso não sou capaz.

Então vou aproveitar estes dias para descansar bastante e também "colocar em dia" as postagens daquilo que foi acontecendo nestes últimos tempos...

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Projecto Curricular de Grupo 2009-2010

Tal como ficou combinado na passada segunda-feira, em Reunião Geral de Pais e Encarregados de Educação, aqui fica o documento em versão adaptada para divulgação, para que possam dele tomar conhecimento com mais pormenor.

(Para ler, cliquem em Fullscreen ou  na página pretendida e vê-la-ão em formato maior)
                                                                                                                                              
 Façam chegar as vossas opiniões... pela forma que considerarem mais adequada.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Mais um "dia de estarmos juntos"... contra a pobreza!

Hoje estivemos todos juntos a comemorar, embora com algum atraso,  o Dia para a Erradicação da Pobreza, sensibilizando os mais pequenos para a importância da partilha e da solidariedade para com todos aqueles que têm menos do que nós...

Fizemo-lo assistindo a dois vídeos da mesma história, um conto intemporal: "A menina dos fósforos". O primeiro contava-a só por imagens animadas, com um bonito fundo musical...



O segundo, tornava-se mais fácil para os mais novos, pois contava também essa bonita e comovente história de uma menina muito pobre, mas com narração:



No entanto, o espaço não tem as melhores condições para vermos filmes, pois tem muita luz e por isso tivemos que acabar de os ver noutro local e num écran mais pequenino... mas não fez mal! Ficou a mensagem, tão importante nos dias que correm.

Queremos aproveitar para aqui deixar o apelo a todos os pais e encarregados de educação que queiram contribuir, neste tempo de Natal que se aproxima, para a recolha de alimentos que iremos levar a efeito, a fim de ajudar a Conferência Vicentina da freguesia a fazer face às necessidades de várias famílias carenciadas.


Não custa nada... de cada vez que forem às compras, tragam mais um quilo de arroz ou massa, um litro de leite, um pacote de cereais, o que quiserem...
Depois peçam aos vossos filhos para trazer isso para a escola e  para serem eles próprios a depositar o vosso contributo no local que vai ser preparado para o efeito.

Estamos a educar as futuras gerações e, afinal, Natal não é só receber, é também, e principalmente, dar!

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

O Ciclo do Mel

Foi este o nome do livro que conhecemos hoje.

Para ser diferente, a Marlene sugeriu que ouvíssemos a história na nossa biblioteca; só que ela é um pouco "apertadinha", por isso tivemos que nos sentar todos, bem juntinhos, para ouvir com atenção a história deste livro:

E era muito importante, pois falava de uma visita de estudo que uns meninos fizeram a um apicultor e de tudo o que viram e aprenderam lá... e algumas das  coisas nós ainda não sabíamos!

Depois recontamos e fizemos o registo, como habitualmente, sempre que conhecemos uma história...



Sabem uma coisa? Nós também gostávamos muito de fazer uma visita de estudo assim... mas o único apicultor que conhecemos mora um pouquinho longe para irmos a pé...

Pensamos então que ele podia visitar-nos, mas o neto diz que ele "tem muita vergonha, por isso não quer vir à nossa sala mostrar as coisas das abelhas"... um problema, não acham?

Não conhecem  ninguém que pudesse ajudar-nos?
É só isso o que nos faltava para terminarmos este projecto, agora que já estamos a terminar a fase das pesquisas e a registar toda a informação... para o nosso Livro Gigante das Abelhas ficar pronto! Até já aprendemos as partes que constituem um livro:
  • Capa (com o título, uma imagem e os autores)
  • Contracapa (parecida com a capa, mas com a data e o local)
  • Páginas (com os números seguidos)
  • Lombada (com o título também)
  • Costas.
Assim já sabemos como estruturar o nosso... por isso aguardem pela edição do mesmo.
(Embora pareça que ainda vai demorar um pouco... ora vejam só como ficou o Rodrigo R., quando terminou de fazer a sua página:



Ufa! Não que isto de trabalhar em projectos dá muito trabalho!

sábado, 21 de novembro de 2009

Hexágonos, mas não só...

Ficaram assim os nossos favos, que construímos com os hexágonos formados pelos grupos de pares:

E logo alguém se lembrou de fazer  abelhinhas com aquela  plasticina amarela que já estava a ficar um pouco estragada... e usando também palhinhas de refresco.
Uma boa maneira de reutilizar materiais, colocando em prática as nossas ideias.
É que agora ainda temos  que resolver como vamos colocar o mel e os ovos que também estão nos favos... ideias a concretizar na próxima semana!

Mas afinal, "quando é que começamos a aprender outras coisas sem ser de abelhas? É que ainda não respondemos à outra pergunta..."

Foi esta a questão que o Alexandre levantou, ele que faltou dois dias à escola e não fez as pesquisas que realizamos na internet e nos livros e que agora temos que registar...


 Então também ele resolveu pesquisar um pouquinho nos livros, para ver o que conseguia descobrir de novo; ora, como já sabe ler fluentemente, não foi nada difícil encontrar informações importantes para avançar no nosso projecto.






Na próxima semana ainda quer pesquisar na internet e jogar ao jogo "Crayon Physics", que suscitou muita curiosidade e empenho cá na sala (podem espreitar e fazer download da versão demo para o vosso computador. Vale mesmo a pena!) 

Vários meninos e meninas também têm ainda que registar aquilo que aprenderam nas suas páginas, pois já decidimos como vamos apresentar aquilo que aprendemos: Construindo o Livro Gigante das Abelhas!

Por isso na próxima semana temos que deitar mãos à obra, a ver se conseguimos concluir este trabalho que se tem vindo a prolongar... afinal, no Quadro das Perguntas está outra à espera!

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

As formas dos favos...

Descobrimos que os favos onde as abelhinhas fazem o mel têm uma forma diferente daquelas que já conhecemos!


Esta apresentação ajudou-nos a descobrir isso mesmo, bem como a nomear as características/atributos de cada uma das formas (nº de lados que têm, se são iguais ou diferentes, nº de esquinas, que agora já sabemos que se chamam ângulos...) e a identificar a forma exacta dos favos... que se chama hexágono e é assim:


Então foi-nos proposto um desafio em parceria com um colega mas, para isso, tivemos que decidir o momento e o local em que o íamos fazer  (ao redor da mesa grande em grande grupo, ou na área dos projectos em pequeno grupo); foi escolhida a primeira hipótese, tal era a vontade de experimentar!
Definimos os pares e distribuiu-se o material para cada um deles:
6 palitos e um bocado de plasticina.
A nossa professora não disse nada e deixou-nos experimentar para que serviria aquilo...
Fizemos várias montagens, algumas interessantes e, após algum tempo,  lá veio a proposta de resolução de uma situação-problema:
- Como formar um hexágono com os palitos e a plasticina?
Cabecinhas a pensar, mãozinhas a mexer, até encontrar a solução!
Querem ver? 



Foi muito interessante esta "aprendizagem partilhada"... havemos de fazer isto mais vezes!

Nota da educadora: 
Assim se desenvolveu uma actividade planeada para motivar as crianças a envolverem-se de forma activa e reflexiva na sua aprendizagem, coordenando as suas acções com um parceiro, negociando e chegando a soluções.


quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Criar histórias... ao cubo!

Mais uma actividade proposta em torno daquilo porque mais nos interessamos actualmente... o que é? Já todos sabem... as abelhas!

Hoje estivemos a construir histórias de abelhas, com ajuda de quatro dados ilustrados, explorando assim uma forma diferente de desenvolver a nossa criatividade/imaginação:

Cada um atirava um dado de cada vez e iam-lhe saindo os elementos da história: uma figura humana, uma flor, uma (ou mais) abelhas e um tipo de colmeia...

Com ajuda de imagens iguais para flanelógrafo, sequenciamos como quisemos e construímos a as nossas histórias, personalizadas e todas diferentes.

Depois registamo-las através do desenho e da escrita, com ajuda das nossas estagiárias.
Surgiram coisas interessantes, onde se observam já algumas das aprendizagens que temos feito sobre a vida das abelhas, ora vejam:


Histórias de abelhas

See more presentations by aSGuest31533 | Upload your own PowerPoint presentations

terça-feira, 17 de novembro de 2009

O jogo da glória... das abelhinhas!

Outra actividade bem interessante e divertida que fizemos dentro do nosso projecto:
Como gostamos muito do "Jogo da Glória" que veio na semana passada dentro da "Caixinha das Surpresas", resolvemos construir um jogo da glória gigante e, claro, com abelhas, onde elas tinham de ir desde a flor (casa de partida) até às colmeias (casa de chegada).

Deitamos "mãos à obra" e, com ajuda da Isaura e da Marlene, num só dia ficou pronto o tabuleiro e as duas abelhinhas-peões. O dado gigante foi comprado.


Assim, hoje estivemos a experimentar, na presença da Prof. Ana Barbosa, uma professora da ESE de Viana que nos veio visitar e verificar com os seus olhos como tudo corre bem  na sala com as nossas estagiárias...

(cliquem em play)


Depois "reformulamos" a nossa área da biblioteca, de modo a permitir que se jogue este jogo gigante no chão, em cima do tapete... e foi muito concorrido! 

 Com ele aprendemos coisas importantes como esperar pela nossa vez e respeitar a vez dos outros, contar os pontos do dado (de 1 a 6), contar as casas do jogo (de 1 a 20), reconhecer números, associar regras a imagens e cumpri-las! Aprender assim, a brincar, não custa nada!

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

"Uma luzinha no teu coração"

Entre abelhas e colmeias arranjamos um tempinho para conhecer uma história que ajuda os mais "abelhudos" a terem um pouquinho mais de paciência e assim a manterem bem acesa e brilhante a sua luzinha do coração... aquela que acende sempre que temos pensamentos e sentimentos bons e também quando fazemos coisas boas.


Imagem daqui

Aqui está ela:



Ensinou-nos a não deixar a nossa luzinha apagar-se pois, quando isso acontece, surgem os sentimentos maus e as más acções: quando fazemos ou dizemos coisas que não devemos fazer ou dizer! Por isso pusemo-la na biblioteca, para a vermos muitas vezes...



Então resolvemos criar um Quadro de Responsabilidade, onde  assinalamos, ao final de cada dia, quem conseguiu manter bem acesa a sua luzinha do coração.
E foi isso mesmo que já fizemos, com ajuda de dois bonecos luminosos que a nossa professora comprou. Parece mesmo que têm a luzinha acesa e ela até muda de cor!

Agora na sala recordamos, de vez em quando, uns aos outros:
- Olha lá, vê o que fazes, olha a luzinha do teu coração!

Nota: papás e mamãs, que tal ajudarem-nos também a mantermos sempre acesa e brilhante a nossa - e a vossa! - luzinha do coração???

Expressão plástica e abelhas

Pois é, passado que foi o "intervalo" para comemorar o São Martinho, cá estamos de volta ao nosso porjecto "Abelhas e Mel", cheios de entusiasmo e sem dar sinais de perder a motivação...

Vamos então contar aquilo que temos vindo a fazer no âmbito da Expressão Plástica:


Após termos explorado a pintura, estamos a revelar muito interesse pelo recorte e colagem, montando crafts com abelhinhas de diversos tipos (imprimíveis directamente a partir da internet, permitem escolher entre diversas figuras, fantoches, jogos, etc. Estão disponíveis no endereço: http://www.dltk-kids.com/).
Apesar de implicarem seleccionar, colorir, recortar e montar, ninguém se faz rogado... individualmente ou em pares, toca a trabalhar!


 


Utilizando como suporte simples folhas de papel ou rolos do papel higiénico, construímos as nossas próprias abelhinhas, ao nosso gosto... ficam muito mais bonitas e especiais, não vos parece? 

Como já tínhamos referido num post anterior, também nos dedicamos a construir abelhas a partir de rolhas e, depois, decidimos fazer uma casa para elas morarem. 

 

 
 Mas, como são as casas das abelhas?
Pois é... tivemos que pesquisar e descobrimos que se chamam colmeias e que há colmeias de diversas formas e feitios!
 

Escolhemos (por votação e bem renhida!) uma que também se pode chamar "cortiço" e que foi feita com todos os cuidados, para ficar parecida com o tronco de uma árvore... agora as abelhinhas estão mais felizes, pois já têm casa para morar e estão no tecto da nossa sala a servir de móbile!


 
 
Agora temos sempre a companhia das nossas amigas abelhas dentro da sala!
Vão acompanhar as nossas descobertas ao longo deste projecto que ainda vai dar que falar...

Tecnologia e abelhas

Também este âmbito das tecnologias tem sido trabalhado no nosso projecto, até porque é muito do nosso agrado.

Jogamos jogos de abelhas no computador da sala;
Num deles, chamado "Catch a bee" (apanha uma abelha, disponível para download e instalação no vosso computador aqui) devemos conseguir apanhar abelhinhas numa bola de sabão e até temos uma tabela para registar as pontuações que cada um obtém!
 
Aqui estamos, em plena actividade de pares na área da informática: primeiro a jogar e depois a registar os pontos que conseguimos.


Noutros jogos podemos montar o corpo de uma abelha, ou completar labirintos que a levam até às flores...

São todos divertidos, por isso gostamos muito de os jogar e estamos sempre a descobrir abelhas em todos os outros jogos que temos no computador... só é pena ele já ser um pouco antigo e não permitir fazer coisas mais actuais, ou ligar-se à internet :(

Isso é que era mesmo, mesmo FIXE!

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Magusto em tons de cinzento...


Primeiro estivemos a acabar os saquinhos feitos em origami,
para podermos aí colocar as castanhas quentinhas...



  
Foram decorados com castanhas feitas com a técnica do mosaico 
e um desenho na parte de trás. Ficaram bonitos, não acham?


Depois fomos lá para fora, com os amigos do 1º ciclo...


Fez-se a fogueira, que não ardeu muito, pois o tempo estava húmido...


 As castanhas ficaram boas na mesma e nós todos felizes!




E dali a pouco o sol espreitou... tal como na lenda de S. Martinho!


Já de tarde, as nossas estagiárias (das duas salas) dramatizaram para todos
a história da Maria Castanha. Foi muito divertido...


Mas alguns meninos da Sala dos Amigos tiveram medo dos disfarces...
e foram refugiar-se no colinho da Milú!



 A história fez sucesso... tanto que foi repetida pelos meninos do 1º ciclo!

E assim se passou o dia 11 de Novembro de 2009 na EB1/JI de Vila Franca, dia de S. Martinho..

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos