Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

O boneco de gengibre e um cheiro a Natal!

Ontem falamos em fazer biscoitos de Natal e a professora lembrou-se de uns muito especiais e então preparou esta PRÉ História para nós:

View more presentations or Upload your own.
Achamos a história muito engraçada e conseguimos recontá-la sem dificuldades... e depois partimos para a ação: fazer biscoitos-bonecos de gengibre!
Claro que primeiro tivemos que conhecer o tal de gengibre, que houve quem confundisse com gengiva ;-) 
Vimos a planta e o pó, tocamos e cheiramos, conhecendo esta especiaria com (quase) todos os sentidos! Depois foi assim:
Reunimos os ingredientes necessários;
Misturamos a manteiga com o açúcar mascavado;
Adicionamos as especiarias: gengibre e canela;
Dissolvemos o bicarbonato em água quente;
E depois juntamos a farinha... a batedeira fez o resto sozinha.

Resultou uma massa seca, muito moldável e muito cheirosa:
- A nossa sala cheira a Natal!
Verdade, o aroma a canela estava por todo o lado...

E então tiramos um bocadinho de massa só para mexer, cheirar, experimentar à vontade. 
A restante foi para o frigorífico repousar e amanhã há que estender, cortar, cozer e decorar os nossos bonecos de gengibre!
Ah, como não podia deixar de ser, já começamos a registar a receita, mas ainda não está pronta! Andamos muito atarefados nós, os duendes pequenos fixes e as grandes então, nem se fala!
Para quem quiser saber mais...
O pão de gengibre é uma tradição popular em quase todo o mundo, em muitas formas diferentes, por altura do Natal. 
Apareceu pela primeira vez na Europa Central, na Idade Média, feito a partir de açúcares e especiarias que tinham sido trazidos do Oriente Médio por soldados que retornavam das Cruzadas. 
Na Inglaterra, pão de gengibre (gingerbread) significava "gengibre preservado", referindo-se ao efeito de conservação de gengibre em pães, bolos e outros produtos de pastelaria. 
Só no século 15 é que gingerbread se referiu especificamente ao bolo doce feito com gengibre. E só no século XIX é que ficou associado principalmente com o Natal. 
É tradição nos Estados Unidos as pessoas fazerem esses biscoitos aromáticos de gengibre para o Natal, em forma de bonecos e até de casas. Enfeitam-nos fazem furos e penduram-nos nas suas árvores de Natal...

Terminamos mais um dia depois dos ensaios para a festa, abrindo o rebuçado cheio de Natal nº 11, do Miguel B., que vinha cheio de... Pais Natal de chocolate!
E depois houve quem reparasse que ambos os Miguéis, sentados lado a lado, trouxeram o seu rebuçado recheado por igual ;-) 
- Que giro! 
E o dia terminou com alegria e muitos sorrisos achocolatados...

2 comentários:

Carla Anjos disse...

É um prazer continuar a seguir este blogue, sempre com temas interessantes para contar.
Que bom ver estes rostos felizes. Um beijinho e um feliz natal para todos os fixes.

M. Jesus Sousa (Juca) disse...

Olá Carla!

Também é um prazer saber que alguns pais dos Fixes que já cresceram e saíram da sala, continuam a passar por cá!

Obrigada pela visita e pelos votos que nos deixou.

Desejamos o mesmo para si, para o Tomás e restante família.
Beijinhos fixes!

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos