Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

sexta-feira, 29 de maio de 2015

A brincadeira continua...

Porque, afinal de contas, os jogos que inventamos não couberam todos no Dia Mundial do Brincar... faltavam dois! Hoje continuamos a brincar...

- O jogo do pneu 
Uma ideia da Sofia (5 anos)
Os meninos saltam em cima de um pneu, sem cair!
A força, o equilíbrio, a coordenação, o trabalho de equipa, a entreajuda e a diversão em ação!

- O jogo do chefe
Proposta da Maria (5 anos)
Há uma equipa de meninos e uma de meninas. Há um chefe que manda fazer coisas e as equipas têm que fazer. Quem não fizer, perde. Ganha quem ficar no fim.
Saber respeitar os outros, saber esperar pela sua vez, saber perder e reagir positivamente à frustração, bem como saber esperar, são das aprendizagens mais difíceis... mas também das mais importantes!

Foi este o nosso trabalho de hoje.
Mesmo ao nosso lado, os nossos colaboradores da Junta de Freguesia continuam o seu... construir a base para o nosso Jardim Mágico das Flores! E está mesmo a ficar mágico!

Bom fim de semana!
A próxima começa com mais um dia especial... o Dia Mundial da Criança!
Temos que estar na escola às 9h, sem falta, ou perdemos o autocarro.
Famílias fixes, leiam com toda a atenção TODOS os recados que seguiram hoje no vai-vem e foram muitos ;-)

quinta-feira, 28 de maio de 2015

A propósito de um video... em Dia Mundial do Brincar

Como é do conhecimento de todos os pais, a Sala Fixe foi contactada esta semana para receber a visita da empresa Hi-Interactive, patrocinadora da atividade Dia Mundial do Brincar, no sentido de cá virem hoje gravar um video, que se destinava a ser usado na promoção desta iniciativa, nomeadamente na página do IAC e do Dia Mundial do Brincar...
Uma vez que esta atividade não chegou a concretizar-se, divulgo o motivo do sucedido:


Está tudo esclarecido... foi pena, mas há realmente muitas Vilas Francas ;-)

Contudo, os fixes estavam à espera de gravar um vídeo e foi mesmo o que fizemos. Aliás, não foi só um, foram dois!

O primeiro com o jogo das cadeiras seguindo as regras habituais - só as substituímos por arcos, íamos usar os pneus pintados do nosso projeto, mas não estavam bem secos :-(


O segundo, com as regras alteradas, retirando pneus, mas não saindo ninguém do jogo!


Foram ambos realizados quase em auto-gestão... por isso não estranhem algumas pequenas batotas  e até alguns nervos à flor da pele, afinal, faz tudo parte do entusiasmo da brincadeira ;-)

Dia Mundial do Brincar - 28 de maio

Dia de #brincaraserio, livremente, todo o dia, dentro e fora, da maneira que escolhemos!

Inventamos brincadeiras: criamos jogos divertidos, que a professora registou e depois colocámo-los em prática, primeiro dentro da sala...

- O jogo do Noddy 
Uma proposta da Carolina (3 anos) que trouxe hoje um Noddy de casa:
Um menino esconde o Noddy na sala e o outro tem os olhos fechados; depois tem que ir procurar e nós damos pistas: frio, morno ou quente, se estiver pertinho de encontrar!

- O jogo do cãozinho 
Uma ideia do Vicente (3 anos)
Um menino é o cão e outro é o dono; o dono atira uma bola de trapos pelo ar e o cãozinho tem, que a ir apanhar e trazer ao dono.
Primeiro ainda tivemos que fazer uma bola de trapos... mais um brinquedo de material de desperdício, feito com tecidos e uma meia velha ;-)

Ainda brincamos muito na sala... mas alguns preferiram "trabalhar" nas áreas de expressão!

Com este bom tempo, é claro que também brincamos fora da sala... à sombrinha!
Como as obras para o "Jardim Mágico das Flores" continuam perto do parque, fomos brincar para a floresta que fica do outro lado da escola!
Aí aproveitamos para jogar os restantes jogos inventados:

- O jogo do tubarão e dos peixinhos
Proposta do Miguel P (6 anos)
Um menino é o tubarão e os outros são os peixes; os peixes estão na sua casa e o tubarão na dele. Quando disseres "Peixes ao Mar" todos correm e depois dizes "tubarão ao mar" e o tubarão vai apanhar os peixes. Cada menino que ele apanhar transforma-se também em tubarão! Ganha o jogo o último peixe que ficar.

- O jogo do lobo mau e dos porquinhos
Ideia da Maria João (5 anos)
É parecido só que é o lobo maus que tem que apanhar os porquinhos e eles fogem para as casas que estão a construir. Quando o lobo mau apanha um menino, ele passa a ser o lobo mau.

Faltou tempo para dois outros jogos inventados... amanhã fazemos!
Porque entretanto fizemos um outro jogo, o proposto pelo Dia Mundial do Brincar:
um jogo das cadeiras um bocadinho maluco
usamos arcos em vez de cadeiras e fomos retirando os arcos, mas não saiu nenhum menino. No final, ficamos
Resolvemos fazê-lo na floresta e até filmamos... afinal íamos receber uma visita que cá vinha fazer um filme promocional para o IAC e só depois repararam que a nossa Vila Franca fica um bocadinho mais longe do que Vila Franca de Xira :-(

Logo que esteja editado publicaremos aqui o video do nosso jogo das cadeiras (um pouco atribulado, mas feito em auto-gestão!) primeiro na versão normal e depois na versão mais maluca!

Foi um dia em cheio, com muitas brincadeiras divertidas que por nós foram escolhidas ;-)
Assim termina a iniciativa Dia Mundial do Brincar :-)
Para o ano haverá mais...

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Um jardim a crescer ;-)

Protegidos da cabeça até aos pés (assim não foi preciso mudar de roupa!) lá fomos nós... 
Não é uma tarefa fácil e tem que ser feita com todo o cuidado!

Os restantes pneus são para os nossos colaboradores (das outras turmas), ajudarem a pintar. Vão fazer falta muitos: para decorar o muro, para servirem de canteiros e ainda para com eles se construir mobiliário de jardim ;-) mas já se começa a ver alguma coisa com os
Assim se empreende, na prossecução de um sonho: o "Jardim Mágico das Flores"! 

Mais novidades fixes do #brincaraserio :-)

Ao longo destes dias temos feito algumas coisas que ainda não contamos...
Este regresso antecipado à nossa escola e o arranque da construção do jardim deixou-nos com pouco tempo para tudo o que temos a fazer... ufa e ainda para mais veio este calor!

Então e a propósito da iniciativa Dia Mundial do Brincar...
Um video sobre
video
E um outro vídeo acerca
video
Ambos nos ajudaram a perceber as diferenças que existem entre o brincar de antigamente e o brincar de agora, bem como entre os brinquedos e brincadeiras das crianças de várias partes do mundo!

E hoje deitamos mãos à obra e construímos brinquedos, depois de observarmos mais alguns que vieram de lá de casa (obrigada famílias fixes!)


Brincamos com cabeçudos, fantoches, maracas e piões... e ainda faltam as bolas de trapos!

E por falar em piões, olhem só os piões bailarinos que gostam de fazer desenhos malucos;-)
video

video


Ainda terminamos o painel dos brinquedos de antigamente e brinquedos modernos, que ficou mais completo com as nossas palavras e frases sobre

Pelo meio ainda brincamos, ensaiamos e fizemos motricidade!
Têm sido uns dias muito intensos os desta semana...

Uma experiência brincalhona

Porque também se pode #brincaraserio com a ciência!

Todos gostamos muito de balões para com eles brincar... mas, como enchê-los sem soprar?
Será que alguém consegue?
A caixinha das surpresas ajudou, mas tivemos que descobrir muita coisa por nós próprios!
O material era este: duas bacias, duas garrafas e dois balões... (e era proibido soprar!)
Depois a água quente e a água fria deram uma ajudinha... e fizeram toda a diferença!


A explicação para o sucedido encontra-se aqui.
E nós conseguimos perceber, cada um à sua maneira, os principais conceitos científicos envolvidos. Aqui estão alguns dos nossos
Esta experiência foram as nossas estagiárias que aprenderam em Subportela, com o prof. Rui Pedro, que ia fazê-la com os seus alunos... nós somos bem mais pequenos, mas também conseguimos ;-)

terça-feira, 26 de maio de 2015

A preto e branco... e a cores ;-)

Foi assim, meio por meio, o nosso dia!
Metade foi a preto e branco... brincando no escuro com a luz e a sombra, a música, a mímica e a dança!


E depois de experimentar sozinhos, quisemos fazê-lo também 
A sombra crescia quando nos aproximávamos da luz e reduzia quando nos afastávamos!

Já a outra metade do nosso dia foi a cores...  bem garridas e brilhantes!
Pintamos com todo o cuidado e empenho os pneus para o nosso projeto de empreendedorismo "Jardim Mágico das Cores", que está a começar a ver-se!
E os nossos colaboradores também já se mostram empenhados, tanto os colegas das outras turmas, como a Junta de Freguesia...
Com a ajuda desta rede de amigos/colaboradores, o nosso sonho vai tomando forma!

Por tudo isto (e não só, pois ainda realizamos uma experiência científica!) não nos foi possível cumprir o agendado para este dia na iniciativa #brincaraserio do Dia Mundial do Brincar... mas vamos fazê-lo amanhã!

Papás fixes: 
amanhã o recadinho que seguiu no vai-vem tem que regressar preenchido, ok?
;-)

segunda-feira, 25 de maio de 2015

A preto e branco... #brincaraserio

De volta à Sala Fixe ;-)
Foi assim, à moda antiga, e tal como previa o dia de hoje da iniciativa do Dia Mundial do Brincar, que estivemos a
Aprendemos com a Natália e com a Lídia a técnica de lançar o pião... e foi uma conquista! 
Já temos dois campeões que, depois de muito esforço e persistência, alcançaram o objetivo de saber lançar o pião de modo a este rodar muito no chão!
video

Eu tenho um pião,
Um pião que dança
Eu tenho um pião
Mas não to dou, não!
Gira, que gira, o meu pião
Mas não to dou 
Nem por um tostão!
Eu tenho um pião,
Um pião que dança
Eu tenho um pião
Mas não to dou, não!

video
Descobrimos como funcionava o barco, que não tinha pilhas, nem era ligado à eletricidade, mas havia uma forma de o por a andar como se tivesse um motor! 
E fazia um barulho igualzinho...
E a fonte de energia que o fez funcionar era afinal... o calor de uma pequena vela!
video

Também tivemos que por a sala em ordem, receber as plantas e a tartaruga Guga que passaram estes dias na Junta de Freguesia e ainda 

Com a participação empenhada da Junta de Freguesia, o nosso colaborador (e empreendedor) Sr. Carlos Rocha ajudou-nos a iniciar o trabalho com os pneus... há que deitar mãos à obra, que o tempo urge!

Reunimo-los todos, seriamos por tamanhos, associamos os parecidos e decidimos onde colocar, para os começar a pintar! 
Não deu para muito, mas os dois primeiros já ficaram prontos e bem coloridos (só é pena que não possam ver, uma vez que o dia de hoje é todo a preto e branco, eh eh eh ;-)
Mas pronto, estas últimas fotos vão em sépia!
Foi um dia bem cheio, em que matamos as saudades da nossa sala, da nossa escola e das sombras do recreio!

Papás fixes:
Nestes dias em que vamos andar ocupados com o projeto do jardim, por favor, enviem uma roupa velhinha e um calçado também, para que possamos pintar cada um o seu pneu sem estarmos muito preocupados com a roupa. Claro que colocamos também uma proteção de plástico, de cima a baixo, e luvas, mas mesmo assim... era melhor.
Ah e não se esqueçam de ver e preencher o recadinho que seguiu hoje no vai-vem!

domingo, 24 de maio de 2015

Notas soltas sobre infância, Educação e a importância do brincar...

Um texto sobre notas retiradas de uma palestra a que assisti com Eduardo Sá, Hugo Rodrigues, Magda Gomes Dias e Renato Paiva...

Tudo o que é importante requer tempo e dá trabalho, mas é assim que aprendemos a crescer.
Assiste-se atualmente a uma vertigem curricular, a uma sociedade que está a transformar crianças perfeitamente saudáveis em metas. É uma insensatez.
As crianças precisam de muito tempo para crescer… esse tempo (que não é idêntico para todas, pois têm estilos, ritmos de aprendizagem e maturação diferentes) não lhes está a ser dado pelos pais, numa pressão para o sucesso que começa cedo demais…
E então surgem diagnósticos de dislexia, de hiperatividade e défice de atenção, etc., muitos dos quais não o são realmente. E medica-se e não se sabem os efeito de tudo isso num futuro próximo.
Crianças saudáveis precisam de brincar todos os dias, mas não um brincar orientado do tipo “pega no telemóvel e vai para ali”, um brincar em gestão autónoma, na qual escolhem o brinquedo ou a brincadeira e usam o tempo como querem, pois é assim que aprendem a autorregular-se, a escolher, a decidir, a resolver conflitos, a ser autónomas. Brincar é o aparelho digestivo do pensamento!
Num mundo amigo das crianças elas continuam a ser faladoras, não se lhes dá um equipamento tecnológico para a mão para que se calem, para que estejam quietas, para que não chateiem! A tecnologia é fabulosa, mas não oferece aquilo que só as pessoas podem dar!
Num mundo amigo das crianças elas têm também o direito à dor, a aprender a lidar com a frustração (que sentem quando não podem ter/fazer tudo o que desejam) e não devem ser privadas desses momentos através da satisfação de todos os apetites e da inexistência de todos os “nãos”! Dizer “não” e mantê-lo dá trabalho, exige esforço, coerência, paciência e acima de tudo amor. Porque uma criança sem limites vai sofrer e fazer sofrer!
As crianças precisam de perceber que nos momentos de dor podem contar com os seus pais, que eles estão lá para atravessar a dor com eles, com calma, com serenidade. As crianças têm direito a sentir que os pais não se desmoronam perante qualquer obstáculo, que não fazem um drama perante a mais pequena contrariedade, perante o menor insucesso! Se queremos caminhar para o sucesso escolar, temos que aprender a tolerar os erros e aprender com eles.
As crianças saudáveis têm, também, uma quota de parvoíce todos os dias. Crianças sempre sossegadinhas, caladas, exemplares, são doentes (e, se não tiverem cuidado, até podem vir a ser… ministros!) Crianças saudáveis fazem birras, sujam-se, têm a vista na ponta dos dedos, querem mexer em tudo, são teimosas e faladoras.
A recente epidemia atípica de crianças hiperativas é (deveria ser!) um caso de polícia e começou quando aumentaram as aulas e encurtaram os recreios. As crianças têm atualmente um horário de trabalho mais prolongado do que o dos seus pais, passam mais tempo fora de casa e do seio familiar do que deveriam, quando chegam a casa não há tempo / disponibilidade / disposição para apagar a televisão, desligar o computador/telemóvel e conversar… deveríamos lutar por um horário de 40 horas semanais para todas as nossas crianças!
As crianças têm também que correr riscos, pois só assim aprendem a lidar com eles, a superá-los e a serem autónomas.
As crianças têm até direito à maldade, porque a agressividade é património da Humanidade. Ser agressivo com lealdade, com maneiras, é o que nos permite ir atrás dos nossos sonhos, das nossas ideias.
Chega de uniformizar as crianças, elas não são produtos normalizados!
Porque o melhor do mundo… é o futuro!
E os adultos responsáveis que queremos educar para o futuro dependem de outros adultos responsáveis… que somos nós.
Não criemos zombies… zombies digitais. Porque tudo o que é digital provoca estímulos. Estímulos rápidos, atrativos, que criam dependência. E é preciso saber estar, voltar a saber estar. E saber estar é saber conversar, saber esperar…
Começa a ser muito raro, em qualquer situação em que seja necessário esperar (numa viagem, numa ida ao restaurante, na sala de espera de uma consulta) ver crianças sem nada nas mãos! Não, não são brinquedos ou livros, são aparelhos tecnológicos! Assim se interfere na capacidade de atenção / concentração: a atenção das crianças fica voltada para estímulos constantes e quando estes não estão presentes, a atenção pára.  Depois temos crianças desmotivadas, que não se interessam por nada a não ser … écrans. Mas isto só acontece quando a tecnologia é usada em excesso, por tudo e por nada, em uso e desuso…
Aprender a decidir, aprender a pensar são aprendizagens muito mais importantes do que a matemática ou o português, para além de que todas as disciplinas curriculares deveriam ter o mesmo peso e a mesma importância!
Aprender a regular o seu comportamento, substituir a obediência pela cooperação, que é aquilo que surge quando há laços afetivos com alguém com quem se tem um vínculo e que se reconhece como responsável.



sexta-feira, 22 de maio de 2015

E foi mesmo hoje! O nosso último dia em Subportela...

Chegados da visita ao Museu do Pão, foi tempo de almoçar.
No final do almoço reservamos uma surpresa docinha para os amigos de Subportela: 
"Amor com amor se paga", lá diz o ditado e é muito bom saber expressar gratidão, saber dizer obrigado a quem tão bem nos recebeu! 
E obrigada também à D. Alzira, que fez o bolo, estava muuuuito bom :-)

Para os mais crescidos, professores, estagiárias, assistentes e cozinheiras, o docinho foi outro... estavam curiosos acerca das Rosinhas de Vila Franca e foi isso mesmo que lhes oferecemos! E parece que gostaram...
Ainda preparamos, todos em conjunto, uma lembrança para colocarem na escola e se lembrarem da nossa curta passagem... como somos da Terra da Flor, escolhemos uma, a margarida, para dizer obrigado e expressar o que nos ia no coração: cada pétala tem uma frase de cada um de nós!
E surgiram frases muito bonitas e muito sentidas :-)

De tarde ainda aproveitamos, até ao último bocadinho e
Despedimo-nos desta sala, destas brincadeiras e do quadro interativo... que vai deixar saudades!
- Vê-se mesmo bem aqui!
Como foi o caso deste vídeo, que vimos no quadro interativo em tamanho gigante!


É mesmo muito fixe!

Adeus amigos de Subportela, muito obrigado pela vossa simpatia e generosidade!
Vão ficar no nosso coração...

Segunda-feira estaremos de volta à verdadeira Sala Fixe ;-)
Para arrancarmos a sério com o nosso Jardim Mágico das Flores!


Visita ao Núcleo Museológico do Pão

Hoje reunimo-nos com os amigos do primeiro ciclo, de quem temos estado separados por causa da deslocalização e todos juntos fomos visitar o Museu do Pão em Outeiro.
Lá chegados, começamos por lanchar...
Seguiu-se a visita, na qual aprendemos muitas coisas com a nossa guia, a D. Lurdes começando pela forma como tudo era feito antigamente até ao ciclo do pão...

Visita ao Museu do Pão on PhotoPeach 

Esta visita terminou de forma muito saborosa, comendo pão caseiro de milho e centeio, ainda quente e com mel! Hum...


quinta-feira, 21 de maio de 2015

Uma mensagem secreta...

Foi o que nos ocupou parte da tarde... que mistério!
Com escrever/desenhar uma mensagem que se torna invisível, usando apenas
e uma folha de papel, é claro!
A conversa prolongou-se e, a pouco e pouco, lá fomos descobrindo como poderia ser feito...
Desenhar ou escrever molhando o cotonete no leite ou no limão, mas para isso teríamos primeiro que tirar o sumo do limão... e como é que isso se faz?
- Descasca-se?
- Não, corta-se e depois espreme-se!
A Daniela cortou e todos esprememos, usando um espremedor de citrinos manual.
Tivemos que rodar as metades de limão com muita força, para o sumo sair... 
Houve quem aproveitasse para lamber... e parece que gostaram ;-)
Outros não quiseram, disseram que o limão é azedo, mas não é, é ácido!

Depois todos escrevemos ou desenhamos a nossa mensagem secreta; o papel ficou um bocadinho molhado e pusemos a secar à janela, onde dava sol; num instante as folhas secaram e tudo desapareceu!
E agora? Onde está a mensagem secreta? Como fazemos para aparecer?
Foi preciso descobrir na sala um instrumento não habitual... embora já o tenhamos usado duas vezes este ano letivo: 
- Um tamborim?
- Ou as maracas?
Não, não era um instrumento musical, era um instrumento de trabalho doméstico: o ferro de engomar! Lá passamos a ferro a mensagem e de repente...
- Olha...
E esta é a explicação científica para o sucedido:
O sumo de limão contém ácido cítrico. Por ação do calor, este ácido sofre uma reação e transforma-se numa substância de cor castanha.
Já o leite, por ser um produto orgânico, queima a uma velocidade mais lenta que o papel, ou seja a uma temperatura mais alta. Quando se aquece o papel o leite fica com uma cor acastanhada deixando ler a mensagem na folha branca.

21 de maio - #brincaraserio com os brinquedos preferidos

Inserido na iniciativa do Dia Mundial do Brincar, hoje foi o dia de #brincaraserio com os nossos brinquedos preferidos! Trouxemo-los de casa, todos contentes, logo pela manhã...
Partilhamos com os amigos o brinquedo escolhido e as razões dessa escolha...
De carrinhos a bonecas, passando por peluches e livros, houve um pouco de tudo!
Depois partilhamos também os brinquedos uns com os outros e foi muito fixe
Brincamos em cima da mesa, na manta, pelo chão e até debaixo da secretária do prof. Rui!
Houve meninos a brincar com carrinhos, mas também houve meninos a brincar com bonecas... houve meninas a brincar com bonecas, mas também houve meninas a brincar com carrinhos... e é assim mesmo que deve ser!

Houve também quem quisesse

No meio de tanta brincadeira ainda tiramos uma foto da malta fixe completa!
Ainda não tínhamos uma todos juntos com as nossas estagiárias...

Mas afinal, quem consegue explicar o que é brincar?
É quando estamos... a brincar!
É usar os brinquedos...
E usar a imaginação!
Brincar faz-me ficar contente...
E feliz!
Gosto mais de brincar com os outros do que sozinho...
É mais divertido!
Brincar também é partilhar...
Partilhamos brinquedos
E também partilhamos ideias de brincadeiras ;-)

O dia não terminou por aqui, ainda houve mais, mas fica para outra postagem ;-)

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Direitos... e esquerdos ;-)

E lá continuamos nós, de lá para cá e de cá para lá, quase como o Cuquedo...
Parece que as obras estão a decorrer bem, não tarda estaremos decerto de volta a casa ;-)

A propósito do Dia Mundial do Brincar, de que amanhã teremos a primeira atividade, falamos nos Direitos da Criança, na versão de Luísa Ducla Soares:




Todas as crianças têm direitos iguais... coisas que não devem faltar, para que tenham uma boa qualidade de vida e cresçam em harmonia.
- Mas as crianças também têm... têm...
- Esquerdos! (pois e também tortosavessos, depende dos dias!)
As crianças, tal como os adultos, também têm alguns deveres, coisas que têm que fazer.
Quais serão?
- Comer para crescer!
- Arrumar os brinquedos.
- Ajudar o pai e a mãe.
- Portar-se bem...
- Não fazer birras!


E amanhã vamos ter todos o direito de brincar com o nosso brinquedo preferido na escola, com os nossos amigos tal como refere o 1º desafio  de 21 de maio:
Levar os brinquedos favoritos para partilhar e descobrir que ‪#‎brincaraserio‬ é um DIREITO de todas as crianças de todo o planeta!

Mas, entretanto, durante o dia terminamos o nosso protótipo, acrescentando algumas crianças a brincarem no Jardim Mágico das Flores... como não podia deixar de ser!

Não acham que ficou fixe?


O Sr. Eng. do CMIA gostou muito... disse que ia ficar muito bonito lá, ao lado da horta de avós e netos e do compostor!

De tarde a pequenada fixe esteve em movimento no exterior, em mais uma sessão de motricidade. Jogamos

E amanhã, já sabem, não podemos esquecer de trazer o nosso brinquedo preferido.
Vai ser um dia de #brincaraserio, mas de maneira diferente!

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos